STF vai investigar denúncia de estupro contra Marco Feliciano

Ministro do STF vai investigar denúncia de estupro contra Feliciano

STF vai investigar denúncia de estupro contra Marco Feliciano
STF vai investigar denúncia de estupro contra Marco Feliciano

A denúncia de estupro contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), será investigada pelo (STF), Supremo Tribunal Federal. O ministro Luiz Edson Fachin, decidiu investigar a queixa de estupro apresentada pela jornalista Patrícia Lellis, de 22 anos.

Em decisão tomada na terça-feira (13), o ministro atendeu a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e determinou abertura de inquérito para apurar o caso.

Em depoimento na Polícia Civil do Distrito Federal, no mês passado, Patrícia acusou o parlamentar de tentativa de estupro. O caso foi remetido ao Supremo pelo fato de o deputado ter foro privilegiado.

A estudante contou que foi chamada por Feliciano para ir ao apartamento funcional dele, em Brasília, no dia 15 de junho, para participar de uma reunião sobre a comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investigaria a União Nacional dos Estudantes (UNE).

Denúncia da estudante contra Marco Feliciano

Patrícia Lellis
Patrícia Lellis

Segundo Patrícia, ao chegar à casa do deputado, ela descobriu que ele estava sozinho e que não havia reunião. Feliciano, então, tentou estuprá-la, disse a estudante. Patrícia disse que gritou e que uma vizinha do deputado bateu à porta para saber o que estava acontecendo, o que colaborou para que o estupro não se concretizasse.

A Polícia Civil de São Paulo, pediu à Justiça a prisão preventiva da jovem jornalista e estudante de direito Patrícia Lelis, por mentir à investigação e extorquir dinheiro de Talma Bauer, ex-assessor do deputado.

Em um vídeo postado em sua página na internet logo após a denúncia, Feliciano negou as acusações e disse que, com o tempo, ficará provado que não passam de “engodo” e “mentira”.(As informações são da EBC)

Últimas notícias sobre Marco Feliciano

COMPARTILHAR