Evangélico evangeliza deixando placas com versículos da Bíblia pelas ruas

Evangélico evangeliza deixando placas com versículos da Bíblia pelas ruas
Evangélico evangeliza deixando placas com versículos da Bíblia pelas ruas

Gilberto Botelho, morador de Ribeirão Preto (SP) há, aproximadamente, 7 anos, vem evangelizando com versículos da Bíblia a população Ribeirão-pretana.

Só Jesus Salva, é o que diz a placa que o auxiliar de cozinha Botelho de 49 anos, deixou a mais de dois anos no centro de Ribeirão Preto. Por meio de mais de 200 placas espalhadas pela cidade. “Eu comecei a fazer as placas por conta própria e tenho um carinho especial por elas. Só não gosto que as roubam para quebrá-las”, diz o auxiliar, emocionado com seu trabalho voluntário.

Botelho narra um episódio em que um adolescente chutou e danificou uma de suas placas. Depois do vandalismo, o jovem subiu em uma moto e acabou sofrendo um acidente, no qual quebrou uma das pernas. “Esse tipo de atitude me chateia, pois vai contra o que quero passar com as mensagens. Minha intenção é que as pessoas conheçam um pouco do senhor Jesus”, salienta.Salmos 147-11

Por outro lado, as obras de Botelho também fazem o bem a outras pessoas. A produtora de TV Lígia Agla Ferreira, de 33 anos, conta que estava com seu colega de trabalho, o cinegrafista Beto Lorenssete, de 45 anos, no centro da cidade, em 2011, quando encontraram uma das placas. “Nós estávamos tentando estacionar o carro na rua Barão dos Amazonas com a Rui Barbosa, mas como não encontramos a vaga, o Beto me deixou na rua e eu fui entregar o documento enquanto ele dava a volta no quarteirão”, explica. “Na hora que eu voltei encontrei uma placa que dizia ‘Só Jesus Salva’”, completa.

“Quando dei a volta no quarteirão me deparei com a Lígia segurando um objeto, e pensei: essa placa foi escrita para a gente, pois na situação que estávamos, ela dizia tudo. Então, levamos para o nossa empresa para Deus iluminar o ambiente de trabalho que estava precisando”, diz o cinegrafista, com um pouco de humor. Há mais de dois anos a placa encontrada está exposta na porta da recepção do trabalho dos profissionais. As demais mensagens podem ser localizadas em pontos de ônibus e postes de semáforos espalhados pela cidade.

Informações: Ribeirão Preto online / Josi Peugeot

COMPARTILHAR