Artistas se reúnem no RJ e protestam contra Marco Feliciano.

Artistas se reúnem no RJ e protestam contra Marco Feliciano. 

 

Artistas se reúnem no RJ e protestam contra Marco Feliciano.
Artistas se reúnem no RJ e protestam contra Marco Feliciano.

Uma manifestação contra à permanência do deputado Marco Feliciano como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, aconteceu nesta segunda-feira (25) e lotou o auditório da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, ultrapassando o limite de pessoas que o local comporta.

O evento foi organizado pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) e pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), e reuniu artista como Caetano Veloso, Preta Gil, Wagner Moura, Leandra Leal, Dira Paes entre outros e também representantes de movimentos religiosos e sociais.

Feliciano, que foi eleito no início do mês para o cargo, tem enfrentado forte resistência de grupos que o acusam de ser racista e homofóbico. O deputado nega e diz defender posições comuns a evangélicos, como ser contra a união civil homossexual.

“Vários fatos levam o povo brasileiro a desprezar o Poder Legislativo. Estamos aqui reunidos para dizer que não concordamos com essa decisão absurda, mas isso significa dizer também que nós não queremos viver sem o Congresso.”. Afirmou Caetano Veloso.

Wagner Mouro declarou: “Acho muito desonesto os parlamentares do PSC dizerem que a oposição ao nome de Feliciano é uma intolerância contra a figura dele. É, portanto, muito significativa a presença de vários líderes religiosos aqui, inclusive de um pastor presbiteriano.”.

O deputado Jean Wyllys afirmou: “O governo sabe se meter no Legislativo quando é de seu interesse.”. Jean também disse que já está na hora de Dilma se manifestar.

Na noite desta segunda-feira, manifestantes se reúnem em frente ao Congresso Nacional em Brasília para uma vigília em protesto contra Feliciano.

Mesmo com as pressões para deixar o cargo, Feliciano afirmou, por meio de sua assessoria, que a agenda da Comissão de Direitos Humanos está mantida e que ele não tem planos de renúncia.

Feliciano agendou, possivelmente para a próxima semana, uma ida à Bolívia para tratar dos torcedores corintianos presos naquele país.

Com isso, Feliciano desafiou o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que pediu uma solução para o caso até hoje. Alves havia dito que a situação de Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos era insustentável.

Em nota, a Anistia Internacional afirmou que a escolha de Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias é “inaceitável”, por suas “posições claramente discriminatórias em relação à população negra, LGBT e mulheres”.

A Anistia Internacional diz esperar que os parlamentares “reconheçam o grave equívoco cometido” e tomem medidas para substituí-lo.

Fonte: G1.globo.com


 

 

14 COMENTÁRIOS

    • …note bem que ninguem atacou o novo Papa que já mostrou seu posicionamento contra união homossexual, deverias ser então cassado,tratado como esta sendo Feliciano ja que a razão é homofobia. Feliciano não homofóbico e nunca disse isso, por nao atacarem o Papa, entende se que se trata de uma perseguição religiosa. Agora observe o quanto o povo cristão, catolico e protestante é “bomzinho’ com esses canalhas, ninguem esta processando Jean, ou qualquer outro por perseguição religiosa.

  1. q ele foi infeliz nos seus comentarios isso digo q sim mas se for acusar ele de ser contra os gays isso é injustiça porque todo mundo que não é gay ou sapatão fazem piadas e responde com atitudes preconceituosas a respeito, por ex: quando a gente brinca com alguém desta forma: e… sei não em mona! a pessoa logo fala: sai fora, sou homem. Isto também não é preconceito?a maioria é contra, mas fica quieto pela pressão dos outros; Temos que defender a opinião de cristo, mas com vigilância pois cristo ainda tem pessoas que quer salvar neste meio mesmo onde o pastor está.Mesmo amando o ser humano sendo homossexual ou não,não somos obrigados a concordar com tal atitude e aceite a verdade de cristo quem quer.Nossa biblia diz: pregai o evangelho a todos.Eu prego mas não obrigo ninguém a nada.

  2. A verdade é que esses comentários infelizes que ele fez na internet, sobre o sentimento dos homossexuais e também sobre o povo africano é que mexeu com os brasileiros, não é o fato de ele ser pastor.
    Mesmo que tenham pinçado as frases para dar um outro sentido, isso mexeu com a nação e é isso que dá força aos opositores.
    Se continuar essa guerra, vão ter que tirar ele do cargo, antes que aconteça uma tragédia. Éuma pena que tenha acontecido isso. Temos que tomar cuidado quando abrirmos a nossa boca, pois não sabemos como as pessoas irão interpretar aquilo que falamos.

  3. Bem é muito triste, pois as pessoas que se levantarm contra o pastor Feliciano são um bando hipocritas principalmente esse Jean que se prevaleceu de um destaque em um reality mostrando ser uma pessoa simples e sem intenções e dirrepente surge como um politico do qual nunca teve um fundamento concreto em acusar o pastor e ta usando a midia para se autopromover “defensor do povo” E só porque ele é evangelico ta acontecendo tudo isso, agora pergunto a vocês sem demagogia: e se fosse um Homosexual que fosse assumir esse cargo? Será que haveria tantos questionamentos asim?mas acredito que mas cedo ou mas tarde ele o povo brasileiro saberá dicernir o certo e o errado.Vejo que as pessoas falam mal e muitas das vezes fazem até brincadeiras pesadas com: Presidente,Padres, Politicos em Geral e até com Papas e não acontece nada!Será que chegou o tempo da perseguição aos evangelicos?Pare pra pensar…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui