Testemunhos Cristãos Testemunho de menina cristã toca o coração dos muçulmanos

Testemunho de menina cristã toca o coração dos muçulmanos

Testemunho de menina cristã toca o coração dos muçulmanos
Testemunho de menina cristã toca o coração dos muçulmanos

Testemunho de menina cristã toca o coração dos muçulmanos.

O avô de uma menina muçulmana de 12 anos, Malaika, foi muito encorajado pelo testemunho de sua neta, que se converteu ao cristianismo.

Malaika sobreviveu milagrosamente ao massacre de Riketa no início deste ano, quando sua comunidade foi atacada. Cinquenta e duas pessoas, a maioria mulheres e crianças da aldeia Orma, foram mortas e centenas feridas por homens armados da tribo Pokomo, em 22 de agosto.

A aldeia Orma situa-se no distrito do Rio Tana. A maioria das terras do rio Tana são ocupadas e cultivadas pelos Pokomos. A época de estiagem e seca chegou trazendo consigo dificuldade no fornecimento de água para o gado, o resultado disso, foram conflitos violentos entre os grupos da região.

Malaika foi baleada na cabeça e no pescoço e recebeu uma facada na mão e na coxa. O tratamento teve muito sucesso e ela teve alta do hospital em setembro de 2012. No entanto, posteriormente ela começou a sentir dores de cabeça resultantes do ferimento que recebera.

Uma parceira da Portas Abertas do Quênia (ODI), Lea, que serve em uma comunidade de povos não alcançados no Norte do país, hospedou mais de 48 cristãos em sua casa, incluindo Malaika e sua família, desde que os confrontos tribais começaram.

Quando as dores de cabeça persistiram, Lea levou Malaika ao hospital para novas avaliações médicas. Depois de raios-X e uma tomografia, os médicos a encaminharam para um Hospital Provincial.

Uma cirurgia urgente foi recomendada pelo neuro-cirurgião, mas a lista de espera era muito longa. O hospital só tinha data disponível para, no mínimo, duas semanas depois.
Mas, o Senhor graciosamente interveio. Na mesma noite Malaika recebeu instruções do enfermeiro para que não comesse nada.

No início da manhã seguinte, Malaika foi levada para uma cirurgia no cérebro. O cirurgião relatou mais tarde que eles haviam removido um cisto de seu cérebro, onde a bala tinha atravessado e que a operação tinha sido um grande sucesso.A história de Malaika incentivou muitos muçulmanos a buscarem oração dos cristãos.

Lea está muito feliz e grata a Deus por todos os muçulmanos que bateram em sua porta. Ela também expressa sua gratidão à ODI (Portas Abertas Internacional) por apoiar seu ministério de ajudar pessoas como Malaika. Um senhor que teve que fugir por causa dos ataques ficou tão traumatizado que se recusou a voltar para sua casa no delta do rio Tana.

“A Portas Abertas (ODI) tem sido uma bênção e tem nos encorajado como ministério e como família. Estamos felizes com a parceria de vocês. Acredito que tudo o que vocês fazem é motivado por amor a Deus e Seu povo. Só Ele pode recompensá-los!”

Pedidos de oração:

• Ore pela recuperação total de Malaika e para que o Senhor continue usando o seu testemunho para a glória d’Ele.

• Ore por Lea e sua família que trabalham para levar o Evangelho e ajuda para pessoas não alcançadas e marginalizados.

Portas Abertas

Últimas notícias

Garoto cristão de 13 anos é condenado a dez anos de prisão, na Nigéria

As autoridades nigerianas foram amplamente criticadas após condenar um garoto cristão de 13 anos a dez anos de prisão por blasfêmia. Omar Farouq foi...

Igreja Evangélica vence Instagram na Justiça e têm perfil restabelecido

A rede social Instagram por decisão da Justiça, foi obrigado a restabelecer o perfil da Igreja Presbiteriana de Anápolis e republicar todo o conteúdo...

“Cristo me perdoou por muito mais”, diz cristão ao perdoar homem que o esfaqueou

O perdão é a chave para a fé cristã, porque fomos muito perdoados por Deus e somos chamados a perdoar os outros e mostrar-lhes...

Eritreia liberta 27 cristãos presos há dezesseis anos sem julgamento

No inicio deste mês, cerca de 27 cristãos foram libertados da prisão de Mai Serwa, perto da capital da Eritreia, Asmara, em 4 e...
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.