Justiça garante uso de símbolos religiosos em repartições públicas de SP

Justiça garante uso de símbolos religiosos em repartições públicas de SP
Justiça garante uso de símbolos religiosos em repartições públicas de SP

Justiça garante uso de símbolos religiosos – Segundo informações da Veja, a AGU garante uso de símbolos religiosos em repartições públicas.

A Advogacia-Geral da União (AGU) de Luís Inácio Adams derrubou na Justiça um pedido do Ministério Público Federal de São Paulo e garantiu a utilização de símbolos religiosos em instituições públicas da União.

A AGU defendeu que a exposição de crucifixos ou qualquer outro símbolo religioso em prédios públicos não torna o Brasil um estado clerical, devendo ser respeitada a religiosidade dos indivíduos.

O texto ainda diz que os julgamentos do STF sobre união homoafetiva e aborto de anencéfalos são a prova de que o estado é laico, coisa que não mudará por se pendurar um crucifixo na parede. Informou o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no site da Veja.

Outro tema que provocou muita polêmica foi a retirada da expressão “Deus seja louvado” das notas de Real, que também não foi aprovado.

 

COMPARTILHAR