Política Senador evangélico Magno Malta visita missionários presos no Senegal

Senador evangélico Magno Malta visita missionários presos no Senegal

Senador evangélico Magno Malta visita missionários presos no Senegal

Senador evangelico Magno Malta visita missionários presos no Senegal
Senador evangelico Magno Malta visita missionários presos no Senegal

Conforme o senador Magno Malta, havia pronunciado que visitaria, os missionários brasileiros que estão presos no Senegal, sob acusação de maus tratos com crianças acolhidas das ruas e induzi-las à conversão ao cristianismo.
Senador esteve no Senegal , e se queixou sobre “crise política” que existe entre os dois países, segundo uma matéria do site Gospel Prime, confira na íntegra o texto.

Os missionários, José Dilson da Silva e Zeneide Novaes, receberam a visita do senador Magno Malta acompanhado dos deputados federais, Paulo Freire e Roberta Fonseca. A comitiva esteve na carceragem de Mbour, na África para ouvir a versão dos missionários presbiterianos sobre as acusações que mantem ambos presos.

José Dilson e Zeneide Novaes estão presos no Senegal há 15 dias sob acusação de recolher menores de ruas sem autorização do governo do Senegal. Eles foram presos no final de outubro por estarem evangelizando crianças muçulmanas.

Os missionários são membros do projeto assistencial Obadias, que retira menores de ruas em total estado de pobreza. Por telefone, Malta revelou que não há nenhum crime que possa manter os brasileiros presos, mas uma negligência do advogado que não registrou devidamente o estatuto do projeto evangélico na África.

“É difícil segurar lagrimas. São inocentes presos no cumprimento de uma nobre missão de paz”, disse Magno.

Pastor José Dilson e a missionária Zeneide foram ouvidos na presença do diretor do presídio. Ambos negaram o ter convertido um menor de idade ao cristianismo. “Com absoluta certeza, a questão religiosa é o motivo principal da prisão, já que a denúncia foi feita por um pai mulçumano”, explicou Magno.

Senador Malta também ficou estarrecido com as condições do presídio de Thiés, que tem capacidade para 400 presos e tem mais de 1200.

“Trata-se de uma crise política religiosa entre os Brasil e Senegal, mas a comitiva brasileira não deve colocar mais lenha na fogueira e buscar esperança no parlamento que será visitado nesta sexta-feira. A comoção entre os cristão em todo o mundo é grande e temos a responsabilidade de tirar os acusados da cadeia”, finalizou Magno Malta.

Últimas notícias

Garoto cristão de 13 anos é condenado a dez anos de prisão, na Nigéria

As autoridades nigerianas foram amplamente criticadas após condenar um garoto cristão de 13 anos a dez anos de prisão por blasfêmia. Omar Farouq foi...

Igreja Evangélica vence Instagram na Justiça e têm perfil restabelecido

A rede social Instagram por decisão da Justiça, foi obrigado a restabelecer o perfil da Igreja Presbiteriana de Anápolis e republicar todo o conteúdo...

“Cristo me perdoou por muito mais”, diz cristão ao perdoar homem que o esfaqueou

O perdão é a chave para a fé cristã, porque fomos muito perdoados por Deus e somos chamados a perdoar os outros e mostrar-lhes...

Eritreia liberta 27 cristãos presos há dezesseis anos sem julgamento

No inicio deste mês, cerca de 27 cristãos foram libertados da prisão de Mai Serwa, perto da capital da Eritreia, Asmara, em 4 e...
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.