Pastor Silas Malafaia dará apoio a José Serra no 2º turno

Pastor Silas Malafaia dará apoio a José Serra no 2º turno
Pastor Silas Malafaia dará apoio a José Serra no 2º turno

Pastor Silas Malafaia dará a Serra apoio ‘discreto’, sem TV, no 2º turno
Líder evangélico afirmou ao iG que não vai gravar depoimento em vídeo porque não gosta de nada ‘ostensivo’ e ‘todo mundo já sabe’ que defende o voto no tucano

O candidato a prefeito de São Paulo José Serra (PSDB) garantiu nesta terça-feira apoio “discreto” do influente pastor evangélico Silas Malafaia, no segundo turno contra o petista Fernando Haddad.

O pastor afirmou ao iG que seu apoio não será “ostensivo”. Portanto ele não vai gravar depoimento para o programa eleitoral na TV do tucano. O ex-prefeito e ex-governador de São Paulo José Serra ficou em primeiro lugar na votação de domingo, com 30,75% dos votos, contra 28,98% de Haddad.

Fundador da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Malafaia foi apontado em enquete do iG como o segundo “expoente religioso” mais influente do País – atrás do padre Marcelo Rossi – e à frente de Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus. “Disse ao Serra: ‘Todo mundo já sabe que te apoio. Não precisa de nada ostensivo’

O pastor disse que sua adesão à campanha será feita de forma discreta. “Eu disse ao Serra hoje: ‘Todo mundo já sabe que eu te apoio. Não precisa de nada ostensivo. Eu não gosto de nada ostensivo. Sou mais um entre tantos, católicos, evangélicos. Eu quero isso! Não acho que sou o máximo, sou mais um entre tantos, não preciso de tanta firula, não. Acho que não precisa gravar (programa na TV), para ser honesto. Quando fica muito acintoso não é bom. Não acho que seja necessário gravar. O povo em São Paulo é muito maduro”, afirmou ao iG .

Segundo Malafaia, os dois se encontraram nesta terça, na capital paulista, e ratificaram a “aliança” do primeiro turno, quando o religioso anunciou seu apoio somente na última semana, quando atacou Haddad pelo chamado kit-gay.

Para o pastor evangélico, o Mensalão pode pesar na eleição municipal paulista.

“Entrei (na campanha) aos 45 minutos, no dia 1º! Serra me ligou na segunda-feira e agradeceu, e eu fiquei de ir encontrá-lo. Hoje (terça) precisei resolver umas coisas lá e nos encontramos”, contou.

Malafaia já disse em entrevista que prefere influenciar a política a ser candidato. Ele afirmou que 13 dos 15 candidatos a vereador que apoiou nas eleições, pelo País, foram eleitos. Em sua opinião, Serra deve ganhar a disputa paulistana.

“Eu acho que a chance está com ele. O Mensalão vai ter um peso para o PT, vai bater na porta deles. De algum jeito… A classe média não atura isso não. Não dá para dar Bolsa Família para todo mundo, não. Não dá para comprar todo mundo com comida, não.”

As informações são do iG

COMPARTILHAR