Igrejas promete protesto contra o MMA edição do UFC 147 em Belo Horizonte

Igrejas promete protesto contra o MMA edição do UFC 147 em Belo Horizonte
Igrejas promete protesto contra o MMA edição do UFC 147 em Belo Horizonte

Apesar do crescimento das artes marciais pelo mundo e toda a fama dos eventos do UFC, algumas partes da sociedade não aceitam bem a difusão deste esporte. E isto deverá ser uma das marcas do UFC Belo Horizonte marcado para o sábado (23) no Ginásio do Mineirinho. Tudo isto porque algumas igrejas evangélicas irão reclamar da presença do MMA em solo mineiro e querem alguma ação dos órgão públicos.

Presidente do desenvolvimento mundial da organização, Marshall Zelaznik comentou sobre as possíveis manifestações: “Protestos contra o UFC nunca são bons, porém, nós já sofremos com isto e vários lugares do mundo como Alemanha e Inglaterra. Gostaríamos que não acontecesse isto, mas como continuamos crescendo, acho que não é tão grave assim”.

Outro que deixou bem clara sua opinião foi Wanderlei Silva: “Ao invés de protestar contra o esporte, devemos fazer um protesto contra o crack. Em todo lugar que vamos tem alguém com este problema. O MMA não gera lutadores de rua, quando o cara briga é culpa de pai e mãe, não da arte marcial”. Para o ‘Cachorro Louco’ é necessário aumentar o tempo das crianças na escola e abrir academias para trabalhos sociais, o lutador recordou seu começo no esporte quando não pagava os treinos por não ter condições para tal.

O certo é que o UFC ainda é visto como algo muito violento, que não seria um esporte. Porém, o crescimento do esporte e como ele atinge seus fãs mostram o contrário ’.
Por Fernando Olivieri | Yahoo! Esportes

COMPARTILHAR