Rede Record poderá ter prejuízo de R$ 100 milhões este ano

Rede Record terá prejuízo de R$ 100 milhões este ano
Rede Record terá prejuízo de R$ 100 milhões este ano

Segundo reportagem da Folha de São Paulo a Rede Record fechará o ano de 2012 com um prejuízo estimado em R$ 100 milhões. É um prejuízo 66% maior que o do ano passado, quando a emissora fechou com R$ 60 milhões negativos, segundo informação publicada por Lauro Jardim na revista Veja.

Edir Macedo é o líder da Igreja Universal e principal acionista da TV Record. Por isso, a Igreja Universal paga aproximadamente R$ 480 milhões para a Record para exibir seus programas nas madrugadas.

Acredita-se que a divulgação de mais um prejuízo milionário pode criar mais problemas entre as duas correntes de pensamento dos líderes da Universal. Por um lado, há bispos que acham que a emissora deve ser um veículo da Igreja, e não o contrário, por isso exigem mais espaço para a pregação na grade de programação.

A outra corrente, liderada por Honorilton Gonçalves, vice-presidente artístico, defende uma programação comercial laica, a manutenção da “guerra” contra a Globo e que a programação da Universal fique nas madrugadas.

Um dos motivos da empresa estar no vermelho este ano é a cobertura das Olimpíadas de Londres. A Record já havia pago US$ 60 milhões para ter exclusividade, e precisará enviar cerca de 300 profissionais para a cobertura in loco. Ao mesmo tempo, a emissora enfrenta uma de suas piores fases no tocante à audiência em horário nobre. As novelas “Rebelde” e “Máscaras” estão prejudicando sua média de audiência. No mês passado, em comparação com abril de 2011, a queda de ibope foi de 12%.

Os rumores de crise não são novos. No início do ano, especulou-se que o jatinho da igreja apreendido pela Receita Federal traria dinheiro da Argentina para ajudar a Record.  Também foi noticiado que a emissora dispensou muitos dos artistas de novela contratados. Também liberou recentemente o humorista Tom Cavalcante antes do final do seu contrato. O motivo teria sido exatamente a questão salarial.

A Rede Record emitiu a seguinte nota de esclarecimento sobre os rumores de falência:

“O Grupo Record vem a público informar que foi vítima de mais um ataque criminoso contra as suas atividades empresarias. São absolutamente falsas as notícias sobre o encerramento do portal R7 e da Record News.

O ataque foi divulgado sem identificar qualquer fonte de informação pelo site Adnews, na mesma semana em que a empresa anunciou que se tornava parceira do portal UOL, um dos concorrentes do R7.

O R7 registrou excelentes resultados em menos de três anos de atividades. De janeiro a dezembro de 2011, o portal teve um crescimento de 111,61%, enquanto o mercado brasileiro de internet se expandiu 8,73% no mesmo período, segundo dados do Ibope/Nielsen.

A Record News, apesar de sofrer boicote de algumas operadoras de televisão paga, segue como o canal de notícias com o maior número de telespectadores do país.

A atuação da Record News e do portal R7 permitiu que o Grupo Record expandisse seu alcance, democratizando ainda mais o acesso à informação. Ambos atendem a um público cada vez maior, telespectadores e internautas que, cientes da qualidade dos produtos, optam cada vez mais pelos seus serviços.

O Grupo Record informa ainda que vai tomar medidas judiciais contra estes ataques, que podem trazer “prejuízos para nossas atividades.”  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui