Pr Silas Malafaia é denunciado no Ministério Público por gays

Pr Silas Malafaia é denunciado no Ministério Público e gays tentam tirar seu programa do ar

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABLGBT) solicitou à Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão, em Curitiba que o Ministério Público tome providências contra o Pastor Silas Malafaia, por incitar a violência contra homossexuais em programas veiculados em emissoras de televisão que operam com concessão pública.

No último dia 24/10, foi encaminhado pela ABLGBT uma carta ao Ministro das Telecomunicações solicitando que o caso seja acompanhado de perto pelo Ministério, segundo notícia publicada no site Holofote.net. O site do Partido dos Trabalhadores informa que a ABLGBT é uma entidade congrega 237 associações voltadas à causa homossexual.

A principal acusação da ABLGBT é que Malafaia teria mandado “baixar o porrete em cima, para os caras aprenderem a ter vergonha”. Como os programas da Associação Vitória em Cristo são apresentados em emissoras de televisão que dispõem de concessões do governo para veicularem sua programação, a associação argumenta que os programas do Pastor Silas Malafaia estariam sendo usados para promover o ódio e a intolerância, o que seria inconstitucional.

No documento da entidade enviado à Procuradora, consta o link de um vídeo no Youtube, que não pode mais ser acessado, pois foi removido pelo usuário. A reportagem do Gospel+ tentou contato com o Pastor Silas Malafaia, porém não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

3 COMENTÁRIOS

  1. Os gays estão passando da hora querem empurrar de goela abaixo no povo brasileiro esta imundicia, estão pegando no pé do Pr. Silas porque ele é um homem sério e guerreiro, cadê os outros ? aí calando ele ai vai acontecer o que eles querem, isto é uma vergonha nacional.

  2. Finais e sinais dos últimos tempos.
    Liberdade de expressão religiosa – guerra
    Liberdade de escolha sexual (DO MESMO SEXO) – ira de Deus.
    Liberdade para os presos e inocentes mortos – violência
    Direitos humanos violados – política e injustiça
    O pobre continua pobre – desemprego
    e etc. etc. etc. etc. etc. … sem fim

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui