Destaque Cantora Milena diz que não canta e nem dança o "Rebolation"

Cantora Milena diz que não canta e nem dança o "Rebolation"

Cantora Milena diz que não canta e nem dança o “Rebolation”
A cantora Milena tem apenas quatro anos, mas chama a atenção de muitos telespectadores do programa Raul Gil quando se nega a dançar músicas como “Rebolation” e quando o apresentador insiste na brincadeira de tentar fazê-la dançar como as outras crianças, ela bate o pé e diz que só dança música gospel, ou até aceita danças, mas “do seu jeitinho”.
Não é de hoje que músicas de duplo sentido fazem sucesso não só entre os adultos como também entre as crianças que reproduzem os passos sem, muitas vezes, entender o que estão fazendo. O resultado disso é atestado por diversos psicopedagogos e psicólogos que comprovam que essas músicas estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas.
Esse tipo de música acaba sendo uma ameaça para pais cristãos que precisam ficar atentos para ensinar seus filhos que essas músicas não são saudáveis para eles. Milena é filha de pastor, o pastor Marlow da 4º Igreja do Evangelho Quadrangular, ele e sua esposa, Ana Cristina, ensinam a pequena cantora que ela não deve dançar como as outras crianças.
A atitude desse casal é a mesma tomada por muitos outros pais evangélicos que se preocupam com o que essas mensagens podem trazer de ruim para seus filhos.
Fernanda Perrucci, 28 anos, tem um filho da mesma idade que Milena e já o convenceu de que ele não deve ouvir ou dançar axé e outras músicas de mensagem duvidosa. “Acho que esse tipo de letra acaba influenciando as crianças a coisas erradas, até a falar errado pra ser mais precisa”, diz ela que frequenta a igreja COGIC.
“Quando digo coisas erradas, são músicas com apologia ao mau-caratismo, a não trabalhar , a exposição ao sexo … essas coisas”, explica ela.
Quem adotou atitudes parecidas com seus filhos foi Tânia Gouveia Teixeira, 27 anos, mãe de dois meninos, um de 11 e outro de 04, ela senta com eles e mostra a letra das canções e ensina porque elas não agradam a Deus. “Pra mim está musicas, são músicas que levam a adoração a outros deuses e à doenças depressivas e sem falar nas músicas que relatam o sexo explicito”, diz.
Tânia é membro da Igreja Batista Renovada Apostólica Vida Plena e tem convicção de que essas músicas “pendem para o lado errado”. “Eu não deixo meus filhos ouvirem essas músicas, primeiro por causa do duplo sentido que sempre pende para o lado errado e também porque sentido [dessas músicas] não agrada Deus”.
Mas o que fazer para impedir que os filhos sejam influenciados pelos amigos da escola, que nem sempre são filhos de cristãos e que acabam ouvindo e cantando essas músicas entre os colegas de sala? “Um dia meu filho voltou da escolinha cantando a música do ‘Cabaré’. Eu falei para ele que não poderia cantar porque aquela música era de gente mal educada e ele nunca mais cantou”, conta Fernanda.

Assista:

Fonte: Gospel Prime
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com

Últimas notícias

Garoto cristão de 13 anos é condenado a dez anos de prisão, na Nigéria

As autoridades nigerianas foram amplamente criticadas após condenar um garoto cristão de 13 anos a dez anos de prisão por blasfêmia. Omar Farouq foi...

Igreja Evangélica vence Instagram na Justiça e têm perfil restabelecido

A rede social Instagram por decisão da Justiça, foi obrigado a restabelecer o perfil da Igreja Presbiteriana de Anápolis e republicar todo o conteúdo...

“Cristo me perdoou por muito mais”, diz cristão ao perdoar homem que o esfaqueou

O perdão é a chave para a fé cristã, porque fomos muito perdoados por Deus e somos chamados a perdoar os outros e mostrar-lhes...

Eritreia liberta 27 cristãos presos há dezesseis anos sem julgamento

No inicio deste mês, cerca de 27 cristãos foram libertados da prisão de Mai Serwa, perto da capital da Eritreia, Asmara, em 4 e...
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.