Iraniana cegada com ácido perdoou agressor de ficar sem visão no último minuto

Iraniana cegada com ácido perdoou agressor de ficar sem visão no último minuto

Uma iraniana que foi cegada com ácido por um homem ao recusar seu pedido de casamento, perdoou o  agressor de ficar sem visão no último minuto antes de ele ser punido também com perda da visão, informou a imprensa local neste domingo.
Ameneh Bahrami ficou cega em 2005, quando Majid Mohavedi lhe jogou ácido no rosto quando ela se negou a casar com ele.
Em 2008, o agressor foi condenado por um tribunal e recebeu a pena de ser cegado dos dois olhos por tirar a visão da iraniana, usando o princípio da retribuição permitido nas leis do Irã.
Segundo a agência de notícias “ISNA”, a mulher disse que há sete anos tenta conseguir que o ex-pretendente receba a punição, mas decidiu perdoá-lo neste domingo.
O grupo de direitos humanos Amnesty International havia pedido ao Irã para não efetuar a punição, e Bahrami disse que a atenção internacional recebida a fez mudar de opinião.
Apesar disso, a mulher afirmou que ainda quer receber 150 mil euros de indenização, já que seu rosto continua desfigurado mesmo após muitas cirurgias.
O agressor já completou sete anos de prisão e não pode ser solto a não ser que pague o valor requisitado pela iraniana.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
Folha

COMPARTILHAR