Mundo Cristão Cidade de Belém onde Jesus nasceu vira Patrimônio da Humanidade

Cidade de Belém onde Jesus nasceu vira Patrimônio da Humanidade

Cidade de Belém onde Jesus nasceu
Cidade de Belém onde Jesus nasceu na Palestina

O Centro histórico da cidade Belém, o Caminho da Peregrinação e a Basílica da Natividade, construída no local onde Jesus nasceu, em breve será reconhecida como Patrimônio da Humanidade.

A cidade palestina, que a cada ano recebe milhares de peregrinos que desejam conhecer onde viveu Jesus, apresentou sua candidatura para ser incorporada à lista da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e reforçar a proteção de um lugar sagrado para grande parte da Humanidade.

Hamdan Taha, vice-ministro de Turismo e Antiguidades da Autoridade Nacional Palestina (ANP), explicou que esse reconhecimento internacional reflete o quanto “Belém é um lugar de importância inquestionável” e que tal ato beneficiará a conservação da cidade. Dentro da Basílica encontra-se uma gruta na qual o lugar do nascimento de Cristo está marcado por uma cruz de 14 pontas.

Sua história se remonta no século IV, quando Helena, mãe do imperador romano Constantino, fez uma peregrinação à região e identificou o lugar no qual, conforme a Bíblia relata, Maria “deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”, Lc 2.7.

Constantino ordenou ao bispo Makarios de Jerusalém no ano 325 a edificação de uma igreja, muito pequena, com uma planta octogonal diretamente sobre a gruta, que foi incendiada e destruída quase totalmente na revolta samaritana do ano 529 e reconstruída com sua atual estrutura 36 anos depois pelo imperador Justiniano I.

Ao longo de sua longa trajetória, a Basílica sofreu diversos danos e uma deterioração geral que alertou sobre a importância de frear este processo e fez com que em 2008 o Fundo Mundial de Monumentos a incluísse em sua lista dos 100 lugares em maior perigo.

Restauradores especialistas estudam atualmente as renovações necessárias e preparam um projeto para realizar a maior restauração de sua história, que apresentarão no dia 25 de março. “O relatório analisará o estado de todos os elementos, tanto os estruturais (teto, colunas, muros) como os decorativos (pinturas e mosaicos)”, explicou o engenheiro chefe do projeto, Issa Murra.

A principal preocupação é o teto de madeira, em estado precário há 200 anos. Embora ainda não se conheçam os detalhes do projeto restaurador, se sabe que sua fase inicial terá um custo de US$ 1 milhão, que serão recolhidos em todo o planeta.

A candidatura é a primeira deste tipo que prepara a ANP, já que até o momento a única cidade palestina reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco é a cidade de Jerusalém, ocupada por Israel e que obteve essa denominação em 1981.

Os líderes palestinos já anunciaram que, após Belém, proporão uma distinção igual para outras cidades históricas, como Jericó, Hebron, Nablus e Sebastia.

Últimas notícias

Guerras e perseguições: “A fé de uma cristã na Síria”

As guerras e perseguições cercam a vida de milhares de cristãos na Síria, assim como a de Sozan, uma cristã de 22 anos. A...

A perseguição força os cristãos do Laos a praticar a fé em segredo

Os cristãos no Laos continuam a enfrentar várias formas de perseguição e discriminação, o que força muitos deles a praticar sua fé emsegredo na...

Cuba liberta Jornalista preso por reportagem sobre julgamento de pastor

Um jornalista e advogado cubano foi libertado da prisão em Guantánamo, Cuba, depois de ficar quase um ano preso por seu trabalho de reportagem...

Bieber lança música cristã ‘Holy’ sobre fé e acreditar em Deus

O astro pop Justin Bieber lançou uma nova música cristã inspirada no evangelho intitulada 'Holy', que se baseia em temas de fé e esperança....
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.