Marcos Pereira elogia tomada das favelas no Rio de Janeiro

O pastor da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (Adud) , Marcos Pereira comemorou a ocupação da polícia ao Complexo do Alemão neste domingo, dia 28.  O  Dia D para o Rio de Janeiro culminou na apreensão de 40 toneladas de maconha. Marcos Pereira que ganhou mídia ao mediar conflitos semelhantes entre policiais e bandidos, disse que enviou equipe ao morro.
O pastor da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (Adud) , Marcos Pereira comemorou a ocupação da polícia ao Complexo do Alemão neste domingo, dia 28.  O  Dia D para o Rio de Janeiro culminou na apreensão de 40 toneladas de maconha. Marcos Pereira que ganhou mídia ao mediar conflitos semelhantes entre policiais e bandidos, disse que enviou equipe ao morro.

Apesar, segundo ele, do Governo não considerar oficial a negociação de Marcos Pereira, a equipe da Adud esteve na madrugada no Complexo do Alemão. Segundo divulgou Pereira alguns traficantes aceitaram o apelo e se renderam. “ O Governo teve atitude em tomar aquele espaço tomado por algo satânico”. Marcos Pereira disse que ficou não muito tempo no local para não ser acusado de oportunista pela mídia.
Segundo ele o instituto está dando assistência no local através de voluntários e comemorou o não derramamento de sangue durante a ocupação. “Cocaína é droga. Algo espiritual. Material bélico, não. Autoridades competentes precisam impedir que isto cheguem às mãos dos traficantes”, declarou.

Fonte: CREIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui