Ex-pastor usou uma máscara do filme 'Pânico' para matar vizinho

Homem teria cometido assassinatos em série após ter casa saqueada.
Ele foi preso ao voltar para o trabalho, no Horto, em Niterói.

O ex-pastor evangélico preso na tarde desta terça-feira (24), suspeito de cometer cinco homicídios,  usou a máscara do assassino da série de filmes de horror “Pânico” para matar uma das vítimas. A informação é de um inspetor da 79ª DP (Jurujuba), responsável pela prisão.

Segundo ele, o homem pode ser considerado um “serial killer”, já que cometeu cinco assassinatos, todos contra vizinhos, e adotou a mesma maneira para os crimes. O ex-pastor foi surpreendido pelos agentes ao chegar no trabalho, no Horto de Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

A polícia informou que a primeira briga que originou a sequência de homicídios aconteceu em 2007. Na ocasião, o ex-pastor estaria insatisfeito com um vizinho e o matou. O assassinato da vítima teria gerado uma revolta na comunidade onde viviam, em Pendotiba, na Região Oceânica de Niterói. Segundo os agentes da delegacia, os amigos do homem morto invadiram a casa do ex-pastor e roubaram todos os pertences.
Ex-pastor jurou vingança por saque em casa

 Edson de Sousa Guedes

A partir daí, o ex-pastor teria jurado vingança aos vizinhos que saquearam sua casa. De acordo com a polícia, apenas dois homens do grupo que invadiu a residência não foram mortos porque fugiram da comunidade onde moravam. Na época do primeiro crime, o suspeito ainda era pastor de uma igreja evangélica.

A busca pelo paradeiro do ex-pastor durou três anos e o inquérito do caso somou 800 páginas. Os crimes aconteceram entre os anos de 2007 e 2009, em Niterói. De acordo com a polícia, o suspeito já havia sido condenado por roubo e estava foragido.
O ex-pastor foi levado para a Polinter, no Andaraí, na Zona Norte da cidade, onde permanecerá à disposição da Justiça.
Fonte: G1

COMPARTILHAR