Inauguração da sede da Igreja Bola de Neve no Olympia bate record

Com público recorde ultrapassando a marca de 7 mil pessoas, a Igreja Bola de Neve inaugurou em grande estilo sua nova sede no Olympia no último sábado, dia 17, em São Paulo. O número de pessoas é o maior que a ex-casa de shows já comportou na sua história. O culto de estreia teve participação dos tucanos Geraldo Alckmin (ex-governador de SP), Vaz de Lima e Fernando Capez (deputados estaduais de SP.
A convite do apóstolo Rina [fundador da igreja Bola de Neve], Geraldo Alckimim aceitou fazer uma segunda visita à Igreja. “O Rina disse que gostaria de fazer uma oração por mim. O futuro a Deus pertence. Aonde eu estiver, aceito receber orações. Porque se Deus não edificar a casa, em vão vigia o sentinela”,  afirmou o tucano que aproveitou para destacar a participação do cristão na vida pública: “É o coração de Deus no coração da sociedade”.

“São Paulo está feliz, o Brasil está feliz. Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor”,  observou Alckimim sobre a nova casa da Igreja Bola de Neve.
“Eles [políticos] aprendem esses versículos nas visitas que fazem às igrejas. Nem que seja com a intenção de agregar valor a uma campanha, eles estão ouvindo a Palavra de Deus”, disse o apóstolo Rina que não teve receio em parecer promover a figura pública do ex-governador ao chamá-lo a subir no altar. “Não é qualquer político que sobe aqui, mas aqueles que nos quais encontramos identificação e que temam a Deus. É difícil você ver um homem da autoridade dele, e da agenda dele, conseguir ficar duas, três horas num lugar onde o nome de Jesus está sendo adorado e a Palavra de Deus está sendo pregada”, declarou o apóstolo ao GUIA-ME.com.br
Anunciada há quase dois meses a locação do Olympia, a notícia correu pelas demais igrejas Bola de Neve do Brasil. O culto em atmosfera de festa reuniu cerca 150 pastores e caravanas que vieram em mais de 40 ônibus. O trânsito leve na proximidade do local e a fila que dava volta no quarteirão foram os sinais de que uma das maiores casas de shows de SP retornava a ativa após dois anos fechada.
“Está todo mundo flutuando de alegria. É um sonho. Estamos nesse lugar não pelo nome Olympia, mas pelo que esse lugar se transformou. Como ele está bonito. O barato é louco e o processo é interno”, disse Zeider Pires, vocalista da banda Planta e Raiz e diácono da denominação.
Em busca por um novo espaço, que comportasse de forma mais confortável os membros e visitantes da Igreja, Rina cogitou a hipótese de construir um templo, num terreno que chegou a ser visitado. Ainda em processo de negociação, o projeto chegou a ser a ser declarado no púlpito.
Em entrevista ao GUIA-ME, a pastora Denise Seixas (esposa do Ap. Rina e vocalista da banda Tribo de Louvor) destacou que os planos de Deus eram outros.  “Eu ouvi a voz de Deus dizendo: – Fala para o meu servo que tem um lugar pronto. Não vai precisar fazer reforma, vai ser só mudar. Eu sei quando é a voz de Deus; é algo muito forte. Eu falei para o Rina e na sequência Deus disse para ele contar seis meses. A palavra se cumpriu. Depois de seis meses foi fechado aqui o contrato de locação”.  


“Uma unção nova”
Em celebração pelos 10 de igreja foi exibido no culto especial um vídeo com a história da Bola de Neve, narrado pelo próprio fundador Rina. Nomes como Enéas Tognini, Neuza Itioka e Luiz Schiliró participaram do breve documentário.
“A Bola de Neve está fazendo um grande trabalho, tirando a mocidade das ruas e do vício. É um trabalho inspirado por Deus que tem dado frutos maravilhosos”, afirmou Tognini, o líder da Igreja Batista do Povo (SP).
Ajoelhado, Rina orou pela primeira vez a Deus no novo espaço. “É a tua presença que torna essa casa em um lugar de oração. Enche os quatro cantos dessa casa com a tua shekinah”, clamou.
A mudança para o Olympia acontece num tempo que Rina considera “profético”, uma vez que o contrato foi fechado após sete anos que foi negociado o ex-templo na Rua Turiassu. O número sete, que indica a perfeição, possui um valor representativo na Bíblia. Um dos exemplos foi o número de voltas dadas pelos hebreus ao redor do muro de Jericó, antes de sua queda e do ressoar da trombeta. Outra menção é a passagem que narra o período de sete dias para criação do mundo.
“Casa passo dado em prol dos sonhos de Deus é marcante, emocionante. É especial. Esse teve todo um gostinho diferente porque são sete anos esperando o favor de Deus em relação a um espaço que possa acomodar as pessoas que Ele mesmo vem atraindo”, relatou Rina ao Guia-me. Para ele, a reforma da Igreja, incluindo todos os detalhes, indica “o quanto Ele vem à frente deste ministério”.
“Vamos nos abrir para o que Deus está fazendo agora. Eu vejo que não é só uma mudança física, mas eu sinto cheiro de um óleo fresco, uma unção nova”, apontou ao Guia-me.
Desde que passou a abrir templos pelo litoral paulista, e mais tarde pelo interior do país, o apóstolo Rinaldo tem visto o ministério crescer na proporção de uma “bola de neve”, como sugere o nome da igreja. Assim como acontece em São Paulo, a Bola de Neve de Santos (SP) demonstra um potencial semelhante.
“Estávamos também há sete anos coincidentemente esperando e agora o Senhor nos deu um lugar maior. É bem diferente desse, é um clube. Estamos adaptando para transformar na primeira academia cristã do Brasil, com músicas e aulas cristãs. Se não tivesse o Olympia, ganharíamos o troféu”, afirmou o pastor Éric Viana, da Igreja Bola de Neve de Santos (SP).
Das trevas para a luz
Engajado em conquistar almas para Cristo, Rina batalhou pela locação do Olympia por um motivo especial. “Sabemos que muita gente veio a esse local para se destruir. Quem já veio a um show aqui?”, indagou seguido por milhares de pessoas levantaram as mãos.
Zeider, do Planta e Raiz, foi um dos que responderam positivamente à pergunta de Rina. “Eu sempre fui do reggaei. Vi muita coisa aqui, como The Wailers e Alpha Blondie, quando era moleque, no meus 16, 17 anos. Vinha aqui e fumava muito da coisa feia. Mas estamos hoje aqui para glorificar o nome de Deus”, disse ao Guia-me.
O reggaero não descarta a possibilidade de subir no altar da nova igreja com o Planta e Raiz. “Eu penso em adorar a Deus para sempre, a cada dia mais. Se for da vontade Dele que eu suba aqui com o Planta, a gente vai estar aqui”, afirmou o vocalista que atualmente compartilha a mesma fé que o empresário da banda e outros integrantes.
Evangélico, o deputado Vaz de Lima (PSDB-SP) conheceu a Bola de Neve há cerca de seis anos, por meio de uma matéria de capa da Revista Veja. O parlamentar disse que não acreditava que a igreja fosse dar certo, em virtude do nome singular do ministério, até participar de um culto em que ficou “tremendamente impressionado”.  

“Ver isso [Olympia] transformado para a Glória de Deus faz toda a diferença”, expressou Vaz de Lima que aproveitou para lembrar a realidade da Igreja de Filadélfia – “Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar” (Apocalipse 3:8).

Por Felipe Pinheiro
Foto: Jair Leite
Fonte: Guia-me

COMPARTILHAR