Pastor é agredido em frente ao local de julgamento do casal Nardoni

Pastor é agredido em frente ao local de julgamento do casal Nardoni
Pastor é agredido em frente ao local de julgamento do casal Nardoni

Pastor é agredido em frente ao local de julgamento do casal Nardoni

Adenildo chegou ao fórum por volta do meio-dia. Com um evangelho na mão, iniciou sua pregação. “Quem nunca errou? Apontem aqui quem nunca cometeu um erro na vida. Pode ter até algum ladrão aqui nessa multidão pedindo justiça.”

No início, os manifestantes apenas observavam espantados a coragem do pastor de defender o casal, mas aos poucos passaram do espanto para hostilidade e agressões físicas.


Ster Silvano Filante, que trabalha como acompanhante de idosos, mas está na porta do fórum desde segunda-feira, grudou com as duas mãos na lapela do terno do pastor e passou a ameaçá-lo. O gesto dela desencadeou uma onda de agressões por parte de outros manifestantes. O carroceiro Evanderson dos Santos jogou um copo de água em Adenildo.

Uma turma de cerca de 20 pessoas começou a empurrá-lo e persegui-lo para longe do fórum. A polícia demorou agir e, quando chegou ao local, se limitou a tentar tirar Adenildo daquela situação. Em momento algum tomou qualquer atitude contra os agressores – a exemplo do que já tinha feito com advogado e o operador de telemarketing. As hostilidades só pararam quando o pastor foi levado para dentro do quartel da PM que fica atrás do fórum

“Eu não queria agredir. Só queria que ele me ouvisse, mas ele se recusava a me ouvir”, justificou Ster. “Esse cara vem aqui dizer que Deus perdoa, ninguém aqui quer o perdão de Deus. A gente quer cadeia para os assassinos. Para mim, ele deve ter recebido alguma coisa dos Nardoni”, acusou Evanderson.

Além de pedir a punição do casal Nardoni, os manifestantes aproveitam o julgamento para defender causas como redução da maioridade penal, adoção da prisão perpétua e a pena de morte.

Fonte: Último Segundo

11 COMENTÁRIOS

  1. O problema é o modo como esse pastor anunciou a sua mensagem. Se ele tivesse usado de cautela e prudência, poderia ter traçado um paralelo entre o julgamento e condenação dos Nardoni e a justiça e julgamento de Deus. Aí sim, caberia dizer sobre o perdão AOS VERDADEIRAMENTE ARREPENDIDOS E NASCIDOS DE NOVO, ressaltando a necessidade de todos os espectadores buscarem o mesmo perdão, pois todos cometemos pecado. Mas o modo como abordou o assunto, dava mesmo claramente a entender que estava defendendo os Nardoni. Aliás, vi na Internet, de relance, que a Carolina Nardoni tinha se "convertido". Nem me dei ao trabalho de ler, pois é normal hoje em dia que criminosos, aconselhados por seus advogados, consigam uma Bíblia e façam a maior cara piedosa perante as câmeras e perante o júri, na tentativa de obter clemência. Não tenho capacidade de penetrar na alma de ninguém, mas tenho o direito de ficar com um pé adiante e outro atrás. Se de fato houve alguma transformação, então porque a completa ausência de lágrimas de arrependimento pela barbaridade cometida? E se são realmente inocentes (a esta altura nem o coelhinho da páscoa acredita!), porque não gritam, protestam e choram desesperados no tribunal? Pois eu, se estivesse na mesma situação e fosse inocente, gritaria, pularia, protestaria, faria o maior escarcéu, o maior escândalo, até xingaria, mas não ficaria jamais com aquela cara de panela de barro mal feita! e se esse pastor acredita na tal "conversão" e por isso fez aquele protesto em forma de pregação, então que vá também plantar batatas!!!

  2. Esse pastor assim como Jesus, foi corajoso! Essa palavra que ele deu não voltará vazia. Só O Espírito Santo sabe o que fará com essa semente lançada ali….talvez pouco, ou muito tempo depois!
    Que Deus continue dando-lhe coragem, ousadia, não só à ele, como à toda igreja do Senhor Jesus!
    abços
    Terezinha

  3. A justiça dos homens em um crime que teve tanta repercussão na mídia não ficaria mesmo impune.
    Caso eles estejam arrependidos de verdade , terão tempo para tomar novos rumos na vida.

  4. Uma multidão de "sedentos da justiça dos homens" naturalmente não suportam a sã Verdade de Justiça de Deus. Creio que o Pastor foi mesmo corajoso, e penso que ele teve uma direção de Deus para o feito. No entanto, em meio ao clima, é atirar pérola aos porcos.

  5. ta tudo errado. onde , quando, e pq? está errado pregar o evangelho? o lugar é errado? as pessoas não precisam ouvir? Jesus foi um cara sem sabedoria? pois varias vezes tentaram apedrejar, nem sei escrever esta palavra. pq vou discutir com vcs? João 7;48 continua ecoando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui