Pai pede desculpa aos cristãos pelo filho tentar explodir Igreja na Indonésia

0
Pai pede desculpa aos cristãos pelo filho tentar explodir Igreja na Indonésia
Pai pede desculpa aos cristãos pelo filho tentar explodir Igreja na Indonésia

Os pais de um jovem de 17 anos que tentou explodir uma igreja católica em Medan na Indonésia, pediram desculpas para os cristãos. O atentado ocorreu no último dia 28/08, e foi  planejado pelo Estado Islâmico (EI), e executado pelo filho.

Os pais transmitiu o pedido de desculpas durante uma conferência de imprensa no escritório da Associação de advogados de Medan Indonésia (Peradi).

Makmur Hasugian, 65, o pai do acusado, disse que sua família ficou chocada ao ter conhecimento sobre o ataque contra a igreja, e que seu filho estava envolvido.

“Não houve nenhuma intenção em maneira alguma de nossa parte, em ferir ou machucar cristãos,” especialmente católicos. “Nós temos cristãos em nossa família, disse o pai Makmur, chorando.

Ele disse que seu filho não era um criminoso, mas uma vítima dos ensinamentos radicais islâmicos. Ele disse que havia pessoas que o influenciaram e o converteu para o radicalismo.

“Meu filho é a vítima do radicalismo islâmico. Ele não é um criminoso. Alguém o convenceu a fazer isso,”disse Makmur, que anteriormente era advogado.

Purba Arista, 54, a mãe, disse que ela foi negligente no acompanhamento de seu filho de 17 anos de idade. “Isso é culpa minha. Eu não poderia deixar de acompanhar ele de perto,”disse Arista, chorando.

Arista disse que ela tinha visitado o filho na delegacia de polícia de Medan. Ela disse que o filho dela tinha pediu desculpas a todas as pessoas que foram afetadas pela ação. “Ele se desculpou por ter aterrorizando tantas pessoas e arranjar problemas praa sua família,” disse ela.

O acusado foi um aluno da escola de estado 4 SMA em Medan, se formou este ano, em que se torna de maior ao completar 18 anos em outubro.

A Polícia, reportou, que foi encontrado uma foto com o jovem da bandeira do Estado Islâmico, e que ele não agiu sozinho.(*com informações CBN)

Deixe uma resposta