Mulher morre eletrocutada durante culto em igreja de SP

0
Mulher morre após levar choque durante culto em igreja evangélica de SP
Mulher morre após levar choque durante culto em igreja evangélica de SP

Uma mulher de 27 anos morre eletrocutada durante culto em uma igreja evangélica, na sexta-feira (2), no bairro Cidade Jardim, em Catanduva (SP). Segundo testemunhas, Gabriela Edwirges Villas de Almeida usava o microfone, quando levou o choque.

A mulher, de 27 anos, cantava no coral da Igreja Pentecostal Profetas da Última Hora, levou um choque e parou de cantar, assustada. Seu marido foi ao púlpito, enrolou o microfone com um guardanapo e o devolveu, para que ela voltasse a cantar.

De acordo com a Polícia, a mulher voltou a cantar e alguns minutos depois, quando a igreja estava em um momento de oração, ela recebeu a segunda descarga elétrica e caiu.

Veja também: Mulher morre eletrocutada cantando em igreja evangélica

Segundo informações do portal local DHoje Interior, o pastor imaginou que sua esposa estivesse tendo uma crise convulsiva e fez respiração boca a boca. Ela voltou a respirar e foi levada às pressas ao hospital São Domingos.

Apesar de receber atendimento, ela não resistiu e morreu no hospital, deixando o marido e duas filhas. O atestado de óbito aponta que a causa da morte foi uma parada respiratória após eletro pressão.

A Polícia Científica foi à igreja para uma perícia e emitirá um laudo, que será entregue à Polícia Civil, que está investigando o caso. O pastor e marido da vítima, responsável pela igreja, não foi encontrado para comentar o caso.

Deixe uma resposta