Cristãos continuam sofrendo com ataques na Somália

Só em Cristo tenho paz interior, diz cristão sobre ataques e perseguição na Somália

0
Cristãos continuam sofrendo com ataques na Somália
Cristãos continuam sofrendo com ataques na Somália

Cristãos Sofrendo – Os cristãos na Somália, continuam sofrendo com os ataques cada vez mais frequentes do grupo extremista Al-Shabaab.

Dois carros-bomba explodiram próximo ao prédio do governo na Somália, em Gaalkacyo, capital de Mudug, matando pelo menos 23 pessoas, entre elas estudantes e comerciantes locais. O grupo extremista islâmico Al-Shabaab, assumiu autoria do ataque e a missão da ONU no país alertou que é muito provável que a violência continue durante esse período de processo eleitoral.

Essa é uma tendência muito preocupante, já que o grupo extremista está lutando de forma violenta para combater o governo da Somália. Devido aos ataques, o cronograma para as eleições parlamentares e presidenciais foi adiado. Os militantes têm feito vários ataques suicidas que se estenderam também para outros países, como Quênia e Uganda.

Os cristãos somalis enfrentam vários desafios para manter a igreja viva e perseverante, mas não tem sido fácil para eles. A guerra civil trouxe a desigualdade social e a falta de segurança.

Perseverar como um seguidor de Cristo, entre prisões e execuções, deve ser feito de forma totalmente secreta. “Só em Cristo tenho paz interior. Apesar de todas as lutas, de me sentir isolado e ser perseguido, estou em paz. É por isso que eu me apego a Cristo”, disse um cristão perseguido.

A população cristã que não passa de 1% é controlada pelo governo. Em um país imerso em uma longa guerra civil, muitas igrejas já foram destruídas. Os cristãos não podem possuir a Bíblia por causa do perigo que isso pode colocá-los e qualquer tipo de celebração cristã ou encontros são proibidos.

A Somália figura na 7º posição, dos países mais perseguidos na lista de classificação da perseguição religiosa de 2016, do Ministério Portas Abertas.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here