Jovem Afegã é apedrejada até a morte por adultério

Jovem de 19 anos é apedrejada até a morte no Afeganistão, acusada de adultério

0
Jovem Afegã é apedrejada até a morte por adultério
Jovem Afegã é apedrejada até a morte por adultério

Uma jovem foi apedrejada até a morte em uma província do Afeganistão controlada pelo Talibã, segundo confirmaram autoridades afegãs nesta terça-feira (03/11). A mulher foi acusada de adultério. O apedrejamento foi filmado e o vídeo divulgado em redes sociais.

O assassinato aconteceu há cerca de uma semana em Ghalim, em uma região montanhosa e desértica da província de Ghor. No vídeo de 30 segundos, é possível ver a jovem em um buraco no chão, apenas com a cabeça de fora, enquanto um homem vestido de preto pega uma pedra e atira em sua direção. O gesto é seguido por outros três indivíduos.
Veja Também:

Pai mata filha grávida apedrejada por se casar contra a vontade da família

A mulher, chamada pelas autoridades de Rokhsahana, tinha cerca de 20 anos. Nas imagens, ela aparece recitando a chahada, profissão de fé muçulmana. A jovem teria sido apedrejada em uma reunião de líderes locais do Talibã.

De acordo com as autoridades, Rokhsahana foi obrigada, por sua família, a se casar contra a sua vontade. A jovem foi pega tentando fugir com outro homem. A governadora de Ghor, Sima Joyenda, condenou o assassinato e pediu ao governo federal que “liberte” a região do controle dos Talibãs.

O apedrejamento foi condenado também por ativistas de direitos humanos. “É inacreditável que o governo afegão permita esse tipo de ato”, afirmou Maryam Muhammadi, ativista de Cabul.

Apesar das reformas de 2001, a violência contra a mulher ainda é bastante presente em todo o país. Em março, uma jovem de 27 anos, falsamente acusada de queimar um exemplar do Alcorão, foi linchada em Cabul. O assassinato provocou uma onda de protestos contra o extremismo religioso na capital e apelos pela proteção dos direitos das mulheres no Afeganistão.(*informações Terra)

Deixe uma resposta