Assembleia de Deus lança primeira operadora de celular evangélica no Brasil

0
Assembleia de Deus lança primeira operadora de celular evangélica no Brasil
Assembleia de Deus lança primeira operadora de celular evangélica no Brasil

A operadora de celular, Mais AD da Assembleia de Deus, foi lançada na última quinta-feira, dia 01 de outubro, com a perspectiva de se tornar uma das principais empresas do ramo no país.

Com cerca de 18 milhões de fiéis, a Assembleia de Deus tem um nicho de mercado equivalente à base de algumas operadoras de celular importantes. Como a nova empresa não tem licença do Ministério das Telecomunicações para construir uma rede, irá usar a estrutura da Vivo.

Apresentada como “uma operadora de telefonia móvel virtual exclusiva da Assembleia de Deus, que vai conectar ainda mais todos os cristãos, principalmente com a Palavra de Nosso Senhor”, a Mais AD conta também com a parceria da empresa Movttel, que tem entre seus sócios o executivo Ricardo Knoepfelmacher, que foi presidente da Brasil Telecom.

De acordo com informações do jornal Valor Econômico, o consultor Raul Aguirre, com anos de experiência no ramo, também integra o negócio.

A iniciativa de criar uma operadora de celular vinculada à maior denominação pentecostal do país partiu da dupla de profissionais, que em um acordo com a direção da Assembleia de Deus conseguiu autorização para usar seu nome.

A perspectiva dos empresários é que, no primeiro ano, a empresa atraia 1,2 milhão de novos clientes, oferecendo chips no valor entre R$ 8,00 e R$ 10,00.

No entanto, a expectativa é que ao longo do tempo, a maior parte dos 18 milhões de fiéis da Assembleia de Deus estejam usando os serviços da empresa. Parte dos valores arrecadados ficará com a denominação, embora a imprensa não tenha tido acesso a números de percentuais que seriam repassados.

Dentre os serviços exclusivos anunciados pela operadora assembleiana, estão “conteúdos evangelizadores”, “maior contato com a comunidade” da denominação, “promoções exclusivas” e “acesso a vagas de empregos” para membros da igreja, segundo informações no site da empresa.

Deixe uma resposta