Nem todo aquele que diz Senhor entrará no reino dos céus!

1
Nem todo aquele que diz Senhor entrará no reino dos céus!
Nem todo aquele que diz Senhor entrará no reino dos céus!

Nem todo aquele que diz Senhor entrará no reino dos céus!

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21).

No versículo acima, vimos  que o Senhor deseja que todos os membros do Corpo sejam aperfeiçoados. Por um lado, temos a questão do crescimento da vida divina em nós, o que somente poderá ocorrer se negarmos a nossa vida da alma, liberando espaço para a vida de Deus. Nossa alma é como um copo com água: se ele estiver cheio, não há como colocar mais água no seu interior. Quando cremos no Senhor Jesus e invocamos o Seu nome, o nosso espírito foi salvo e a vida de Deus entrou em nós. Todavia, a nossa alma ainda permaneceu como estava anteriormente à salvação, totalmente preenchida com o ego, com uma vida independente de Deus.

Por meio de Sua vida em nosso espírito, Deus deseja dispensar mais da vida divina à nossa alma, mas o “copo” ainda está “cheio”. A solução é esvaziá-lo, e fazemos isso quando negamos a nós mesmos, não apenas rejeitando o lado mau de nossa vida da alma, mas também seu lado bom. Para receber a herança do Pai, precisamos alcançar a maturidade por meio desse processo contínuo de perder a vida da alma e ganhar a vida de Deus (Mt 16:25-26; Rm 8:17).Por outro lado, precisamos cuidar do aspecto da obra.

Todos nós fomos criados em Cristo para boas obras (Ef 2:10). Aqui não se trata de fazer a própria obra e buscar a própria glória, mas de fazer a obra de Deus. Conforme a vida de Deus cresce em nós, Ele nos confiará certas obras. Um bebê, por exemplo, não precisa se preocupar em ajudar seus pais nas tarefas da casa. Antes, tudo o que ele precisa fazer é se alimentar adequadamente. No entanto, quando cresce e atinge determinada idade, precisa assumir responsabilidades a fim de ser útil à sociedade. Da mesma forma, o crescimento normal da vida de Deus em nós é que nos torna úteis para a Sua obra, que consiste em realizar a Sua vontade.

Em Mateus 24:14 lemos: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim”. Essa é a comissão de Deus para nós. Atualmente podemos ver muitos sinais do fim dos tempos, como, por exemplo, terremotos na China, conflitos no Egito e na Síria etc. No entanto, ainda não é o fim. Ainda falta completar a obra de pregação do evangelho do reino, iniciada pelo próprio Senhor Jesus quando esteve na terra.

Para realizarmos essa obra, Efésios 4:11-12 fala do aperfeiçoamento dos santos para a edificação do Corpo de Cristo. Esse Corpo não é formado por um pequeno grupo de pessoas, mas por todos aqueles que foram redimidos pelo sangue de Cristo e regenerados com a vida de Deus. Logo, nosso encargo não é de edificar apenas o grupo com o qual nos reunimos, mas, sim, todos os filhos de Deus. De maneira prática, os livros espirituais nos ajudam a levar o evangelho do reino a muitos lugares onde não podemos estar fisicamente.

Portanto, não podemos viver a vida da igreja visando apenas a nosso próprio crescimento de vida. Há uma comissão importante que foi dada a cada um de nós: de pregar o evangelho do reino e promover a edificação do Corpo de Cristo.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta