Duas Igrejas Evangélicas Brasileiras foram destruídas em protestos na África

3
Duas Igrejas Evangélicas Brasileiras foram destruídas em protestos na África
Duas Igrejas Evangélicas Brasileiras foram destruídas em protestos na África

Depois da publicação de uma charge do profeta Maomé na capa da revista francesa Charlie Hebdo, o que causou o atentado à sede da publicação da revista, uma nova onda de protestos violentos, ocorreu nas ruas de Niamey, capital do Níger, na África. Durante os protestos, pelo menos duas igrejas foram incendiadas e destruídas.

Segundo a BBC, o protesto começou do lado de fora da maior mesquita da cidade, e polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. A embaixada francesa no país pediu que seus cidadãos ficassem em casa.

A capa da última edição da revista, que motivou os protestos, traz uma charge em que Maomé segura um cartaz em que se lê “Je suis Charlie” (Eu sou Charlie). A frase, em francês, tem sido usada desde o ataque à publicação como forma de protesto contra a morte dos chargistas, e também como forma de manifestar repúdio aos ataques terroristas.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) confirmou nesta segunda-feira (19/01) que dois templos evangélicos, duas igrejas presbiterianas e uma escola onde trabalham brasileiros foram destruídos em Niamey, capital do Níger, país do Norte da África.

Os ataques ocorreram no último sábado (17), durante protestos contra a publicação de charges do profeta Maomé na última edição do semanário francês Charlie Hebdo. A comunidade brasileira no país é formada por 33 pessoas, todos missionários e parentes, conforme informou o Itamaraty.

A Embaixada do Brasil em Cotonou, no Benim, responsável pelas relações com Níger, mantém contato com o grupo e garantiu que nenhum brasileiro foi ferido nos ataques. De acordo com nota divulgada pelo Itamaraty, “todos estão em suas respectivas casas e receberam recomendação para estocar alimentos para uma semana e evitar deslocamentos desnecessários”. Segundo o MRE, a situação em Niamey está mais calma.

Os locais onde os brasileiros trabalham e que foram destruídos são dois templos evangélicos administrados pela ONG norte-americana World Horizon, dois templos administrados pela Igreja Presbiteriana Viva, de Volta Redonda, e a missão Casa Guerreiro de Deus. Nos contatos com o governo do Níger, a Embaixada do Brasil em Cotonou manifestou preocupação com a segurança da comunidade brasileira.

Representantes do MRE informaram que, caso seja necessário, a retirada da comunidade brasileira no Níger ocorreria pela fronteira com Burkina Faso, a mais próxima de Niamey. “A área consular do Ministério das Relações Exteriores vem mantendo contato direto com a embaixada brasileira para fins de monitoramento da situação e finalização do plano de contingência a ser implementado em caso de necessidade”.

O Níger tem recebido dezenas de milhares de nigerianos. Eles fogem da ação brutal do grupo terrorista Boko Haram, no Norte da Nigéria. O grupo, que usa interpretação do Islã como justificativa para ações de terror contra a população do Norte da Nigéria, em sua maioria muçulmanos, é apontado por algumas fontes como um dos possíveis incentivadores dos protestos violentos do fim de semana.

3 COMENTÁRIOS

  1. Deus seja louvado. Isto está acontecendo , porque antecedem a volta de JESUS. Em apocalipse diz que tudo isto, no fim do tempo aconteceria. Está se cumprindo a Escritura Sagrada.Está faltando temor e amor a DEUS.

  2. “DEUS SEJA LOUVADO” PARA TODO SEMPRE..GLÓRIA Á DEUSSSSSSSSS
    JESUS CRISTO É DONO DO MUNDO, DE TUDO
    “JESUS CRISTO É SEU NOME”, DEUS DE AMOR E PAZ, E NÃO DE GUERRA DE ÓDIO DE DESTRUIÇÃO QUE ESTA ACONTECENDO NO MUNDO, MATANDO AS PESSOAS , FAZENDO BAGUNÇA…JESUS CRISTO ELE É AMOR, ALEGRIA , PAZ…E NÃO ISSO QUE ESTA ACONTECENDO MORTE, DESTRUIÇÃO..DEVASTAÇÃO, ISSO NÃO É DE DEUS…..
    JESUS ESTA VOLTANDO, AME Á ELE DE TODO SEU CORAÇÃO…..

Deixe uma resposta