Justiça condena Ratinho a pagar R$ 150 mil por ofender igreja gay

3
Justiça condena Ratinho a pagar R$ 150 mil por ofender igreja gay
Justiça condena Ratinho a pagar R$ 150 mil por ofender igreja gay

Justiça condena Ratinho a pagar R$ 150 mil por ofender igreja gay. O apresentador, Ratinho (Carlos Massa), e a rede de TV SBT foram condenado a indenizar uma igreja inclusiva em R$ 150 mil por conta de declarações feitas há mais de dez anos atrás em seu programa de TV.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a condenação de primeira instância do Tribunal de Justiça de São Paulo em 2011.

O desfeche começou em 2003, quando o apresentador, Ratinho mostrou imagens de um culto da primeira “igreja gay” de São Paulo, a Igreja Acalanto – Ministério Outras Ovelhas, dirigida pelo pastor Victor Orellana.

Em rede nacional, Ratinho comentou as imagens feitas com uma câmera escondida dizendo que a denominação era frequentada por “viadinhos” e “viados”, e que não tinha uma filial, mas sim uma “viadal”.

O TJ-SP entendeu que os comentários “jocosos” do apresentador eram excessivos, e o desembargador Fábio Quadros disse que a ofensa não estava no uso da palavra “gay”, e sim no “escárnio, chacota” feitos pelo apresentador, que teria dado um “tratamento chulo e depreciativo sobre a fé professada pelo autor – o pastor Orellana”.

De acordo com informações do jornalista Daniel Castro, o SBT recorreu da sentença ao STJ pedindo a redução do valor da indenização, porém o ministro Luís Felipe Salomão negou o recurso, afirmando que os R$ 150 mil definidos como valor indenizatório não podem ser considerados “exorbitantes” pois a ofensa foi proferida por um “famoso apresentador” em rede nacional de televisão.

Igrejas inclusivas

As chamadas “igrejas inclusivas” são conhecidas por pregar a homossexualidade como um comportamento aceitável diante de Deus, assim como o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Nessas igrejas, a “teologia inclusiva” adapta as doutrinas tradicionais ao comportamento dos frequentadores, apesar de pregarem que o sexo deva ser praticado apenas após a união formal.

A mais conhecida denominação inclusiva do Brasil é a Comunidade Cidade de Refúgio, dirigida pela pastora Lanna Holder e sua esposa, Rosania Rocha.

Fonte: Gospel Mais

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu não posso acreditar que o apostolo Paulo no seu doutrinamento em Romanos 1:21-28 esteja falando mentiras, se isso for, o que PAULO DISSE: então porque? não se coloca em prática..As escritura é a palavra de Deus viva e sempre ficará viva para sempre,que Deus tenha misericórdia de todos.

  2. Respondendo as perguntas?
    1 – Existia sim. Paulo faz referência ao comportamento homossexual logo no primeiro capítulo da sua carta aos Romanos, por exemplo.

    2 – Ninguém foi deixado por Deus. Veja o que diz 1Tm 2.3-4:
    Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
    Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.
    1 Timóteo 2:3-4

    3 – Deus não se agrada desse comportamento. Veja, por exemplo, Romanos 1.21-28, 1 Corintios 6.10

Deixe uma resposta