A dor e o sofrimento são inevitáveis!

1
A dor e o sofrimento são inevitáveis!
A dor e o sofrimento são inevitáveis!

A dor e o sofrimento são inevitáveis! Nessa vida, a dor e o sofrimento são inevitáveis! Nascemos em meio ao sofrimento, vivemos expostos ao sofrimento e quando partirmos será em sofrimento, deixando sofrimento ou ambos. Todavia não gostamos de sofrer. Tendemos a fugir do sofrimento. Questionamos a respeito do propósito e do sentido do sofrimento. Não aceitamos bem o sofrimento em nossas vidas. E perguntamos: Se Deus existe, por que Ele permite o sofrimento? Por que há tanta dor, choro, desespero e tragédias no mundo e na vida? Como os ateus não conseguem conciliar a graça, a bondade e o amor de Deus com o choro, o lamento, o sofrimento do homem, eles gritam: Deus não existe! E qual é a nossa resposta, como cristãos, diante do mundo que sofre? Qual é a sua resposta diante da dor quando ela vem? Porque ela vem!

Deus não é o culpado por toda dor e sofrimento que existe no mundo. Deus criou o mundo sem sofrimento! No princípio, quando Deus criou todo o Universo, a Bíblia declara que tudo era bom (leia o relato no livro de Gênesis capítulo primeiro)! Antes da rebelião do homem, a vida era agradável o tempo todo: não havia choro, dor, lamento, não havia ausência de Deus. Porém o homem se rebelou, veio a queda e a rebelião do homem trouxe a dor pra dentro da nossa história! Deus apenas permitiu que o mal fosse possível. Por quê? Porque Ele sabia que amar é dar liberdade, é presentear com outra escolha. Quem ama não exige amor. Quem ama espera ser amado genuinamente, mas amor que não é livre não é amor. Se fossemos forçados a amar a Deus ou outra pessoa, isso não seria amor!
O mal é o resultado de não se ter escolhido o bem, é unicamente o efeito da ausência do bem! Muitos entendem erroneamente que o mal é o oposto do bem, entrementes dizer que o mal é o oposto é colocar o mal em posição de igualdade com o bem, quando, na verdade, o mal não pode ser o oposto do bem, pois ele não tem o mesmo peso que o bem tem. Satanás é aquele que personifica o mal e ele precisa da permissão de Deus para agir. Deus é soberano e tem opositores, oposição, não oposto! Se até o mal, de modo misterioso, serve a Deus, certamente todo sofrimento que existe na Terra não é de todo mal, pois Deus é bom, toda criação é alvo do amor de Deus, a compaixão de Deus está presente em cada situação, e toda dor, angústia e sofrimento cumprem um propósito no amor e na misericórdia de Deus.
“Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”
Romanos 12:1
A filosofia do mundo é “pare de sofrer para ser feliz; pare de sofrer e seja feliz“. O mundo acredita que a felicidade está na ausência do sofrimento e que a felicidade é o bem maior que se deve buscar! Quantas vezes amoldamos nosso pensamento e nosso discurso ao do mundo e proclamamos: “Venha para Jesus e pare de sofrer!” Será que existe esse contrato entre Deus e nós de que, quando nos rendermos a Jesus, Ele nos livrará de toda dor e sofrimento terreno? Jesus pregou que não sofreríamos mais nessa vida? Não! Jesus disse que no mundo teremos aflições e que podemos ir a Ele sempre que estivermos cansados e sobrecarregados, pois ficaremos cansados e sobrecarregados!
Por isso, Paulo nos conclama, ele nos ROGA que não pensemos como o mundo pensa. Carecemos renovar nossas mentes para que sejamos capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, pois se Deus é bom e existe sofrimento no mundo, o sofrimento cumpre um propósito na bondade de Deus. O sofrimento, depois da queda, cumpre um papel na história da humanidade caída.
Pense na dor física, por exemplo. Após milhares de pesquisas e milhões investidos, cientistas e médicos chegaram à conclusão de que o melhor sistema de defesa do corpo humano é a dor! Uma doença que revela o quanto a dor é importante para o nosso bem-estar e saúde é a Hanseníase, comumente conhecida como lepra, inclusive bastante citada nas Escrituras Sagradas! A lepra atua como um anestesiante, incapacitando a pessoa de sentir dor. Na época em que Jesus viveu como homem na Terra, os leprosos eram rechaçados da sociedade e viviam em total isolamento e Jesus curou muitos leprosos. O que Jesus fez ao curar os leprosos? Restituiu-lhes a aptidão de sentirem dor! A cura para os leprosos foi ter a dor de volta! Por quê? Como diz o cantor e pregador Juliano Son: “a dor é um alarme que nos livra de um perigo maior!“. O sofrimento é um mecanismo que nos faz perceber que algo não está bem para clamarmos por ajuda e socorro!
Será que o homem buscaria alguém, além dele mesmo, se tudo estivesse muito bem aqui, se não houvesse sofrimento? Quantos não são aqueles que buscam a Deus no momento de desespero, que recebem a salvação em Jesus por causa do sofrimento, que reconhecem necessitar de Deus porque estão sofrendo?!
Não somos os únicos a sofrer, pois Deus, sendo bondoso e todo cheio de compaixão, sofre junto. Deus apenas permitiria o sofrimento se fosse possível Ele mesmo sofrer. Somente um Deus cruel permitiria a existência da dor e do sofrimento sem que Ele mesmo fosse atingido! Percebemos ao longo das Escrituras Sagradas a angústia, o sofrimento do coração de Deus por conta da dor da humanidade, por causa do homem sofrendo as consequências de suas más escolhas, de sua rebelião, e de todo um ciclo que afeta não só a si mesmo como também todos que estão ao seu redor.
Lembre-se sempre: Deus se importa com nossa dor e sofrimento, se compadece e sofre conosco (Romanos 5:8). E Ele usa o sofrimento para nos aproximar dEle e para dizer:
Eu sei que vocês ficarão desalentados pelo caminho. Sei que a dor física, a perda de pessoas amadas, o abandono, a traição, a rejeição, a solidão e o fracasso assolarão seu coração, esgotarão a sua fé e o seu espírito, por isso achegue-se a Mim e Eu me achegarei a você, Eu o salvarei, o curarei, o restaurarei e lhe darei a Minha paz, paz que o mundo não dá. Lhe darei gozo que é completo e independe das circunstâncias. Em meio ao sofrimento, venha a mim e Eu O aliviarei, porque Eu o amo!
Leia também:
Autora: Priscilla Rocha Chaves / Escritora e palestrante.

1 COMENTÁRIO

  1. Bela e inspiradora sábia de edificação fevorosa essa publicação. Vivo algo bem parecido com todo o conteúdo dessa publicação edificante, o que mais me entristece é o desprezo e a forma que sou tratado por ser tetraplégico, além do preconceito as pessoas que vivem ao meu redor pensam e tentam a todo o tempo me fazer de besta e maltrata-me pensando que meu cérebro não funcionam como é o caso de meus membros inferiores e superiores! Lhes confesso que ser cristão dependente 100% fisicamente de servos do diabo não é fácil…É assim que sou tratado e vivo pela fé e graça do Senhor Jesus Cristo amém.

Deixe uma resposta