Maioria no Brasil é contra casamento gay, legalizar maconha e aborto

4
Maioria no Brasil é contra casamento gay, legalizar maconha e aborto
Maioria no Brasil é contra casamento gay, legalizar maconha e aborto

Maioria no Brasil é contra casamento gay, legalizar maconha e aborto – Pesquisa levantada pelo Ibope e divulgada nesta quarta-feira (3), ouviu a opinião dos brasileiros sobre temas polêmicos como casamento gay, legalização da maconha, aborto e entre outros temas.

Os dados levantados, revelaram que 79% dos eleitores brasileiros são contra a descriminalização da maconha, e apenas 17% a favor. Um placar semelhante envolve a questão do aborto: 79% são contrários à legalização e 16%, favoráveis. A maioria – ainda que por margem não tão larga – também rejeita o casamento gay: 53% a 40%.

O tema da união entre homossexuais ganhou força na campanha eleitoral depois de a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, alterar o capítulo de seu programa de governo que tratava do tema. Aproveitando-se da repercussão do caso, a presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) passou a defender a criminalização da homofobia em discursos.

O programa de governo da candidata do PSB trazia em sua versão original, divulgada na sexta-feira, a defesa do casamento do gay e do PLC 122, projeto de lei que criminaliza a homofobia. Após receber críticas de lideranças evangélicas, a campanha de Marina recuou e retirou o apoio formal às duas propostas, adotando uma redação mais genérica que se compromete em “garantir os direitos civis” dos gays.

Os homens são os que mais rejeitam o casamento entre pessoas do mesmo sexo: 58% deles são contra. Já entre as mulheres, são 49% contra e 44% a favor. Há faixas do eleitorado que são majoritariamente favoráveis à bandeira da comunidade gay: 51% entre os mais jovens, com idade entre 16 e 24 anos, e 55% entre os mais escolarizados, com curso superior. Já a legalização da maconha e do aborto não é defendida nem pelos mais jovens: 74% e 77%, respectivamente, são contrários.

A população está dividida em relação à pena de morte: 46% defendem a medida, e 49% a rejeitam. Já a redução da maioridade penal tem o apoio de oito em cada dez brasileiros. A pesquisa mostra ainda apoio significativo ao Bolsa Família, principal programa social do governo federal: 75% favoráveis e 22% contrários. Entre os que têm renda mensal de até um salário mínimo, a taxa de apoio chega a 90%. A privatização da Petrobras, bandeira levantada pelo candidato Pastor Everaldo (PSC), é rejeitada por 59% e aprovada por 22%.

(Informações Veja / conteúdo Estadão)

4 COMENTÁRIOS

  1. Ouras, Deus criou o mundo e todas as coisas nele, não deveriam prender Deus então?

    E se eu fumar baseado na Biblia, sou pecador?

    Gênesis 1:29
    Disse-lhes mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que produzem semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, bem como todas as árvores em que há fruto que dê semente; ser-vos-ão para mantimento.

    Ele só não disse que a regra ou interpretação não vale pra maconha?!?!?!

    Apenas para vosso conhecimento:
    (A VERDADE SOBRE A MACONHA)
    http://super.abril.com.br/ciencia/verdade-maconha-443276.shtml

  2. Maconha não é droga. Abra sua mente, Gay também é gente. E a exceção sobre o aborto. Não julguem ações de outras pessoas, sem saber seus motivos pelas quais.

  3. Acho estranho equiparar o casamento homoafetivo a legalização da maconha e do aborto. É no mínimo incoerente. Os últimos dois são crimes a saúde e a vida, e o primeiro? Um absurdo!

Deixe uma resposta