Jogador Bernard afirma ser evangélico e ler a Bíblia frequentemente

1
Jogador Bernard afirma ser evangélico e ler a Bíblia frequentemente
Jogador Bernard afirma ser evangélico e ler a Bíblia frequentemente

 Convocado para representar o Brasil na Copa do Mundo, o meia Bernard, em entrevista falou sobre seus objetivos e afirmou sua fé em Deus.

Questionado sobre ainda estar solteiro, o jogador disse acredita que “Deus vai colocar alguém no meu caminho” e que nunca “desisti daquilo que Deus reservou” para ele.

Nascido em Belo Horizonte, Bernard Anício Caldeira Duarte, de 21 anos, começou a carreira chegando às categorias de base do Atlético Mineiro em 2008. Em 2010, aos 18 anos, foi emprestado ao Democrata de Sete Lagoas. O jovem craque chamou a atenção de clubes estrangeiros e do técnico Dorival Júnior, que o convocou para integrar o elenco profissional do Atlético Mineiro na temporada 2011. Em agosto de 2013, o Shakhtar Donetsk acertou a contratação do jogador por 77 milhões de reais por um período de cinco anos.

Jovem talentoso, o rapaz não ficou muito tempo solteiro. Ele namorou a estudante Beatriz Hudson, mas o relacionamento acabou logo que ele se mudou para a Ucrânia. “Terminei o namoro, pois parecia que namorava mais a minha sogra do que a minha própria namorada”, disparou ele em entrevista ao “Estado de Minas”.

Apesar de ter tomado a iniciativa de colocar um ponto final na relação, Bernard não esconde que sofreu bastante. “Fui eu quem terminei, mas sofri com isso. Não fraquejei e não liguei, pois tinha medo de ter recaída e voltar. Hoje estou solteiro, mas tenho a certeza de que Deus vai colocar alguém no meu caminho. E aviso que sei avaliar quando alguém gosta do Bernard de verdade, e não do jogador ou do dinheiro”, afirmou ele, que sonha em casar e quer ter dois ou três filhos. Se for pai, ele já tem até nome escolhido para o primeiro filho: Davi. Ele inclusive tatuou uma estrela de Davi no braço esquerdo.

O jogador garante que ter alcançado tantas conquistas tão cedo não lhe subiu à cabeça: “Tudo aconteceu muito rápido na minha vida, mas à custa de sacrifício, dedicação e perseverança”.

Os mimos para que ele continue na Ucrânia não são poucos. Segundo o jornal “Extra”, ele tem motorista particular e até feijão e arroz importados. Determinado, ele deixou o Brasil disposto a se adaptar e fazer com que a nova vida na Ucrânia dê certo. “Minha cabeça vai estar na Ucrânia, não no Brasil, nos pagodes ou nas festas. Vou me adaptar ao frio, ao idioma, a tudo, pois nunca desisti daquilo que Deus reservou para mim”, afirmou ele, que é evangélico e lê a Bíblia frequentemente. “Sou muito religioso”, afirmou ele, ao jornal.

Estudando inglês e vivendo com parte da família em uma bela mansão, o jogador garante que não irá se acomodar por ter milhões na conta. O mineiro estudou apenas até a primeira série do segundo grau, mas diz ler bastante e estar interessado em aprender com a cultura europeia. “Quero me tornar um cara culto”, contou ele, que curte livros sobre superação como os de Bernardinho e Michael Jordan.

Com informações: EGO

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta