Eu não compartilho do amor de Deus só no futebol diz filho de pastor

0
Eu não compartilho do amor de Deus só no futebol diz filho de pastor
Eu não compartilho do amor de Deus só no futebol diz filho de pastor

Com apenas 10 anos de idade, ele descobriu que queria fazer do futebol, uma ferramenta de evangelismo e resgatar jovens do mundo das drogas. Atualmente líder do projeto “Time de Jesus” (fruto do Ministério Engel), Joel Engel Junior tem compartilhado do amor de Cristo com jovens atletas.

Na última sexta-feira, Junior passou a integrar oficialmente a equipe Sub 17, do E. C. Bragantino (SP). A chegada do jovem atleta à equipe, marca uma parceria entre o Time de Jesus e o clube paulista, contando com apoio do treinador Sérgio e dos membros da comissão técnica, Leandro e Rodrigo.

Em entrevista exclusiva ao Portal Guiame, Joel Engel Junior, filho do Pr Joel Angel, falou sobre os seus planos profissionais, ministeriais, evangelho e futebol.

Confira a entrevista na íntegra, logo abaixo:

Portal Guiame: Há poucos dias uma parceria entre o Time de Jesus e o E. C. Bragantino (SP) ganhou mais solidez com a sua entrada para o clube. Quais são os teus planos daqui em diante?

Joel Engel Junior: A partir de agora, os meus planos são: começar a trabalhar no clube, me esforçando fisicamente. Oro para que Deus me abençoe nesta nova fase. Estou em busca de coisas maiores no futebol, abrindo assim, mais portas para os meus companheiros do Time de Jesus.

Guiame: Apesar da sua tão recente chegada ao clube, você já teve a oportunidade de evangelizar um atleta do time e orar por ele. Como foi esta experiência?

Junior: Um dia antes do jogo pelo campeonato paulista contra o time do Red Bull, o goleiro titular do time foi mandado embora para casa, porque machucou o ombro. Então perguntei se ele queria que eu orasse por ele. Ele me respondeu que sim. Vi nesta situação uma oportunidade de evangelizar e perguntei a ele: “Se tu fores curado, tu entregas tua vida para Jesus?”. Para a minha surpresa, ele me respondeu que entregaria a vida dele a Jesus de qualquer jeito – sendo curado ou não. Então orei pela cura dele e também o ensinei a orar, entregando sua vida a Cristo.

Guiame: Em tempos como estes de Copa do Mundo, evangelismo e futebol têm caminhado de mãos dadas em diversos projetos. Como se dá abordagem da pregação do evangelho para atletas? É diferente da abordagem “convencional” em algum ponto?

Junior: Neste caso, ser um atleta facilita um pouco as coisas. Se você está no lugar dele, convive no mesmo ambiente, deixa o jogador mais mais confortavel pra ouvir falar de Jesus. Tem sempre um momento certo pra falar. Quando você tem a oportunidade de falar algo para um grupo inteiro, quando você se torna amigo de alguém do time ou nos “melhores” casos, quando um atleta está em um momento ruim. Atletas são diferente em alguns pontos. Normalmente jogadores de futebol têm um ego muito inflado e muitos acham que não precisam de Deus. Então, quando você encontra alguém em decadência ou como no caso deste rapaz por quem orei – havia sido dispensado – você encontra um atleta muito mais aberto.

Guiame: O Time de Jesus conta com o apoio do Ministério Engel. Em que áreas esta ajuda tem sido essencial para o projeto?

Junior: O Ministério Engel tem nos apoiado de todas as formas possíveis. Nas áreas moral, espiritual, financeiro, logistico, etc. Esta ajuda tem sido muito importante para que o projeto se sustente e tem sido indispensável em todos estes pontos.

Guiame: Esta sua descoberta ministerial (evangelizar através do futebol) surgiu relativamente “cedo” em sua vida (com apenas 10 anos de idade). O que você tem a dizer para jovens que ainda não se acham prontos para começar a trabalhar em algum ministério?

Junior: Não é preciso ter um trabalho específico para compartilhar do evangelho. Basta querer somar no Reino de Deus. Eu não compartilho do amor de Deus só no futebol ou então porque quero que Deus me faça um jogador profissional talentoso. Faço isso em qualquer lugar, porque se eu amo a Jesus, não tem como não falar dEle.


Por João Neto

Colaboração Gabriele Engel

Deixe uma resposta