Sangue roubado do papa pode ser usado em ritual satânico

2
Sangue roubado do papa pode ser usado em ritual satânico
Sangue roubado do papa pode ser usado em ritual satânico

Sangue roubado do papa pode ser usado em ritual satânico. Uma ampola que continha o sangue do papa João Paulo II e era mantida na igreja de San Pietro della Ienca, em L’Aquila, na região italiana dos Abruzos, foi roubada junto com um crucifixo durante a noite, informaram nesta segunda-feira,  fontes policiais.

Cerca de 50 policiais estão participando da operação em busca do relicário e controlam toda a região do pequeno santuário.

A igreja fica perto da montanha do Gran Sasso, na cordilheira dos Apeninos, uma região muito querida por João Paulo II que a visitou várias vezes para meditar, passear e até esquiar nos primeiros anos de seu pontificado.

O presidente da associação cultural “San Pietro della Ienca” explicou aos veículos imprensa italianos a importância da relíquia, já que só existem três ampolas com o sangue do papa polonês.

Os investigadores não descartam a possibilidade de o roubo ter acontecido para algum rito satânico.

Em agosto de 2012, três ladrões a bordo de um trem roubaram uma mochila de um padre que continha um relicário em forma de livro onde estava a ampola de sangue de João Paulo II, mas a mochila com a ampola foi encontrada poucas horas depois perto da estação de ferrovia de Marina di Cerveteri, no litoral de Roma.

Informações: EFE

2 COMENTÁRIOS

  1. Para a tristeza dos irmaos protestantes o sangue foi
    encontrado, vcs ja pensavam que o anti cristo ia surgir
    com a amostra do sangue roubado,francamente nao sabem
    interpretar o apocalipse ,e fica. se perguntando sera que
    a besta e joao paulo segundo ou papa francisco,vcs tem
    uma bela imaginacao,quando o anti cristo vier eu nao duvido
    nada que vcs se juntem a ele pois ele vai tentar impedir o santo
    sacrificio do altar aquele que vcs tambem negam,satanas e seus
    seguidores sabem que aquele pedaco de pao consagrado
    torna-o corpo do senhor.

Deixe uma resposta