Pastor no RJ é condenado a 78 anos de prisão por pedofilia

2
Pastor no RJ é condenado a 78 anos de prisão por pedofilia
Pastor no RJ é condenado a 78 anos de prisão por pedofilia

A 1ª Vara Criminal de Volta Redonda (RJ), condenou o pastor Reginaldo Sena dos Santos, de 59 anos, 78 anos de prisão por ter abusado sexualmente de 14 meninas que frequentavam sua igreja e a casa dele, no bairro Retiro, em Volta Redonda.As vítimas tinham idades entre 8 e 15 anos.

O pastor foi sentenciado pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Volta Redonda, Cláudio Gonçalves Alves. O mesmo juiz também condenou a 16 anos de prisão, em regime fechado, a missionária Maria de Fátima Costa da Silva, de 58 anos. Ela foi responsabilizada por dopar e preparar as vítimas para serem abusadas pelo pastor.

O juiz justificou a sentença alegando que Reginaldo e Maria de Fátima se aproveitaram da autoridade que mantinham sobre as crianças e das condições de pastor e missionária da igreja.

Os dois foram presos no dia 4 de fevereiro de 2012. Na época, a polícia apurou que o pastor e a missionária eram amantes e que uma das vítimas era a própria neta de Maria de Fátima. Eles foram condenados pelos crimes de pedofilia, estupro de vulnerável e formação de quadrilha. As penas foram agravadas porque a maioria das vítimas era menor de 14 anos.

A advogada da missionária, Irani Martins, disse que vai recorrer da sentença no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Ela alega que o juiz não analisou as provas colhidas pela defesa que foram anexadas ao processo.

– O juiz analisou apenas as provas da acusação (Ministério Público) – disse.
Reginaldo que estava preso na Casa de Custódia de Volta Redonda será transferido para um presídio do Rio. O mesmo vai ocorrer com a missionária que está presa na Casa de Custódia do Complexo Penitenciário de Gericinó, na capital fluminense.

Segundo o Ministério Público, o pastor, que era conhecido pelo apelido de Ungido e estava fundando uma Igreja Pentecostal, tinha a confiança dos adultos do bairro onde morava, que deixavam seus filhos sob os cuidados dele para terem aulas de religião e música. As crianças também ganhavam doces do pastor. A denúncia do MP também confirmava que missionária Maria de Fátima mantinha um relacionamento amoroso com o pastor e o auxiliava na prática dos abusos. Na época, as vítimas confirmaram que eram abusadas, acariciadas e beijadas por Ungido.

Na casa de Reginaldo, a polícia apreendeu cinco calcinhas infantis, três tubos de pomada vaginal com aplicador, lubrificantes íntimos e duas seringas de nove milímetros, usadas para dopar as vítimas. Ainda foram encontrados dois preservativos contendo esperma, nove pen drives, três HDs, sacos de biscoito, material escolar e refrigerantes, que segunda a Justiça eram oferecidos as crianças.

Com informações: Diariodovale

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse pastor preso no retiro na época ele era chamado de apascentador eu morava no jd beomont ai no rj Eu tinha a idade de 8 anos na época hoje tenho 30 quando procurei a delegacia ninguém acreditou em mim ele fazia culto na minha casa abusava de mim direto minha mae nunca acreditou em mim ate hoje me lembro desse nojento

  2. Na Bíblia diz que tem muitos falsos profetas que são vestidos de pele de cordeiro , mas por dentro são lobos devoradores. Por isso não confie em ninguém , somente em Deus.

Deixe uma resposta