MP do Rio de Janeiro denuncia casal por preconceito religioso na JMJ

0
MP do Rio de janeiro denuncia casal por preconceito religioso na JMJ
MP do Rio de janeiro denuncia casal por preconceito religioso na JMJ

Nessa segunda-feira (9), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou nesta segunda-feira um casal que estava pelado, por prática de ato obsceno em local público e de preconceito de religião durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho deste ano, na capital carioca.

De acordo com a promotoria, Raissa Senra Vitral e Gilson Rodrigues Silva Junior praticaram os crimes durante cerimônia da JMJ na praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Segundo a denúncia, Raissa esfregou uma imagem católica em suas partes íntimas e também introduziu uma cruz no ânus de Gilson.

“Os denunciados, com consciência e vontade, vilipendiaram publicamente santos e imagens católicas, quebrando-os intencionalmente para demonstrar o seu desprezo e preconceito pela religião católica”, diz a denúncia.

Saiba mais: Imagens de santos são quebradas na Praia de Copacabana em protesto na (JMJ)

Considerado como um dos protestos mais violentes que aconteceram durante a passagem do Papa Francisco no Brasil.

Informações: Terra

Deixe uma resposta