Bispo Edir Macedo foi absolvido da acusação de falsidade ideológica

1
Bispo Edir Macedo foi absolvido da acusação de falsidade ideológica
Bispo Edir Macedo foi absolvido da acusação de falsidade ideológica

O bispo Edir Macedo, e o ex-pastor da Universal Marcelo Pires Honorilton Gonçalves, e Julio César Ribeiro foram absolvidos por unanimidade da acusação de falsidade ideológica no processo de venda de uma rede de TV em Santa Catarina, em 2002, durante julgamento ocorrido nesta terça-feira (26) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre (RS).

Bispo foi acusado de usar, sem autorização, uma procuração para transferir a Televisão Vale do Itajai, perante a Junta Comercial de Santa Catarina e o Ministério das Comunicações para a compra da TV Xanxerê, uma afiliada da emissora da Record, com sede em Xanxerê, Santa Catarina, que transmite para sua região de cobertura a programação da Rede Record.

Em 2009, o advogado Lavigne havia afirmado que “não houve delito, já que a procuração já foi feita para que a TV ficasse realmente com o bispo Macedo”.

A juíza federal Salise Monteiro Sanchotene, relatora da ação e convocada para atuar no tribunal, afirmou que, embora existam suspeitas, a condenação criminal não pode ser embasada em presunções. Mas ressaltou que não há comprovação de que as cotas transferidas pertenceriam, efetivamente, a Marcelo Nascentes Pires, o qual não teria capacidade econômica para integrar quadro societário de emissora filiada de televisão.

“De tal fato se extrai fundada dúvida de que o intuito do mandante, ao repassar procuração com abrangentes poderes de gestão de bens e espaço passível de ser posteriormente preenchido, era mesmo, à época da confecção do documento, o de permitir operações como as que se sucederam, não havendo falar em falso ideológico”, afirmou a juíza federal.

Informações: UOL

1 COMENTÁRIO

  1. Eu vi parte da audiência do caso. As respostas de Edir Macedo, são de dar risada…(Eu não vi nada, não sei de nada, é muita coisa pra minha cabeça…) Estou surpreso com a decisão. Agora só falta passar pelo julgamento DIVINO…

Deixe uma resposta