Novela Amor à Vida da globo, vai ter inauguração de igreja Evangélica

4
Novela Amor à Vida da globo, vai ter inauguração de igreja Evangélica
Novela Amor à Vida da globo, vai ter inauguração de igreja Evangélica

Novela Amor à Vida da globo, vai ter inauguração de igreja Evangélica

Segundo uma matéria publicada, pelo Yahoo, os próximos episódios da novela “Amor à vida”, da TV Globo, que esta previsto para ser exibido neste mês de outubro, provavelmente no próximo dia 15, vai ser inaugurado uma Igreja Evangélica na ficção na novela global.

Segundo a colunista, o escritor Walcyr Carrasco, aparentemente demonstrou certo receio, quanto a opinião dos evangélicos, ao entregar o capítulo, o novelista fez questão de pedir toda cautela durante a gravação de uma cena que envolve personagens evangélicos, segundo o autor, “Nesta cena eu não gostaria que fosse trocada nem uma palavra, não fosse criada nenhuma “piada”, nada. Estamos lidando com um tema sensível, que são os evangélicos. O texto foi pensado com todo o cuidado para evitar desgastes com a comunidade evangélica.”, teria dito Walcir Carrasco.

A ideia inicial do autor, seria a conversão de uma periguete Valdirene, à uma famosa cantora Gospel, personagem interpretada pela atriz Tatá Werneck, o que não aconteceu, isso devido ao papel humorístico desempenhado pela atriz ter agradado ao público, entretanto, a inusitada conversão, poderá acontecer no embalo das personagens, Maristela (Vera Mancini) e Verônica (Miriam Lins), indo até o bar de Denizard (Fulvio Stefanini) convidar a família para participar da inauguração do templo evangélico que será aberto na bairro.

4 COMENTÁRIOS

  1. Hoje, mais do que nunca, é difícil demais criar filhos. Nossos jovens estão muito perdidos, sem referências, sem normas, sem padrões, não há mais o “isto é certo e isto é errado”! Há vantagens e desvantagens nisto. Uma das vantagens é que os jovens têm mais liberdade de escolha, e uma das desvantagens é que, muitas vezes, eles ainda não têm maturidade suficiente para escolher e acaba por fazer escolhas equivocadas.
    Penso que seria interessante sim, uma vez que já está aberto espaço para todo o tipo de diversidade, que se mostre “também”, nas novelas, e por que não, uma família – não caricatural – evangélica, estruturada, tradicional. Família com suas crise, seus problemas, e suas formas de resolvê-los na tentativa de manter-se fiel àquilo em que acredita com base na Bíblia. Que seja uma família séria, com seus erros e acertos, não perfeitinha, que isto não existe, mas que sejam os “mocinhos”. Acredito que uma família assim, poderia levantar os ânimos e até as discussões sobre se há ou não afinal de contas um caminho que facilite as relações sociais e familiares, a saúde e a felicidade, onde todos se sintam mais abraçados, seguros, pertencentes a algo maior. Esta antirreligiosidade, esta agressividade contra os religiosos, colocando todos em um mesmo saco de uma forma preconceituosa, é com toda a certeza um erro. E, embora eu tenha achado a cena realmente mal feita, gostei da iniciativa; e desejo mesmo que brevemente exista um núcleo familiar evangélico de pessoas batalhadoras, como são a maioria das famílias que se propõem a trilhar este caminho.

Deixe uma resposta