Cristãos em Bangladesh sofrem ameaças para que igreja seja fechada

Cristãos em Bangladesh sofrem ameaças para que igreja seja fechada
Cristãos em Bangladesh sofrem ameaças para que igreja seja fechada

Cristãos em Bangladesh sofrem ameaças para que igreja seja fechada – A construção de uma nova Igreja em Bangladesh, foi interrompida segundo um funcionário público da região central de Bangladesh. Os cristãos foram forçados a cultuar em uma mesquita, e ameaçados de serem expulsos de sua aldeia a menos que renunciassem à sua fé.

A Igreja Evangélica Holiness de Tangail foi fundada em 8 de setembro último, na aldeia Bilbathuagani, por um grupo de cerca de 25 cristãos que haviam se reunido secretamente por três anos.

Em 13 de setembro, o presidente do conselho local, Rafiqul Islam Faruk, reuniu cerca de 200 manifestantes para protestar contra a construção da igreja. Ele convocou os cristãos ao seu escritório, em 14 de setembro, na frente do qual cerca de mil muçulmanos se reuniram.

“Faruk e os ímãs das mesquitas me perguntaram por que eu me tornei cristão”, disse Mokrom Ali, 32 anos, ao World Watch Monitor. “Para o islã, tornar-se cristão é um grande pecado. Se eu não aceitasse o islã, eles ameaçaram me bater, queimar minha casa e me expulsar da aldeia”, contou.

Outros cristãos relataram que foram pressionados a se converter ao islã. Mais tarde, Ali apresentou documentos no tribunal reafirmando a sua escolha pelo cristianismo.

Desde 14 de setembro, oito cristãos concordaram em voltar ao islamismo, em obediência às ordens do presidente. Ele e seus associados já agrediram esses cristãos desde que se converteram, há três anos.

*Com informações Portas Abertas

COMPARTILHAR