Americano explode cachorro pensando que o diabo estava dentro do cão

0
Americano explode cachorro pensando que o diabo estava dentro do cão
Americano explode cachorro pensando que o diabo estava dentro do cão

Americano explode cachorro pensando que o diabo estava dentro do cão

Um americano de 45 anos nos EUA, se preparando para o ‘arrebatamento’ amarrou explosivos no pescoço do cachorro da família e o explodiu no domingo porque tinha o “diabo dentro dele”.

De acordo com o KOIN 6 News, Christopher Dillingham de 45 anos, anexou um dispositivo explosivo no Labrador Retriever da sua família e o detonou por volta das 4 da manhã (horário local) do lado de fora da casa da família em Stevenson, Washington.

A explosão, que decapitou o cão, provocou uma avalanche de ligações ao 911 orientando a polícia a vir para a casa de Dillingham. Lá, eles encontraram o pátio coberto dos restos mortais do cachorro, chamado de Cabella carinhosamente por um ex-dono, que foi posteriormente identificado como Ty Freemantle. Dillingham foi preso no local.

De acordo com o sherife Dave Brown do condado de Skamania, que mora perto da casa de Dillingham, a explosão do cão “soou como um rifle de alta potência fora da minha janela.”

Dillingham disse mais tarde aos deputados do condado de Skamania “o mundo vai acabar” por causa de uma ataque nuclear, e ele estava se preparando, de acordo com os documentos adquiridos pela KOIN 6 News.

Os deputados também notaram uma janela quebrada e utensílios domésticos espalhados em seu quintal, e quando Dillingham foi questionado porque ele ele estava jogando os itens no quintal, ele explicou que “as almas dos demônios’ estavam dentro dos objetos de metal em sua casa.

Ele também disse aos oficiais, de acordo com os documentos, que sua ex-namorada lhe havia dado a “Cabella” e “pôs o demônio dentro dele”.

Dillingham alegadamente disse à polícia que ele criou o dispositivo explosivo, que usou para explodir Cabella, a partir de um pó preto encontrado em fogos de artifício na bancada de seu trabalho.

Veja outras matérias com crueldade contra os animais:

O Cão do Diabo!

Gato crucificado!

Mais tarde, ele anexou o dispositivo no pescoço do cachorro e tratou que ele não sacudisse a bomba.

Ty Freemantle, entretanto, disse à KATU news que ele vivia em Stevenson mas deu Cabella à família dos Dillingham por volta de seis meses atrás porque ele teve que se mudar para um novo trabalho. Foi o seu melhor amigo que o recomendou dar Cabella para a filha de Dillingham.

“É bem difícil”, disse Freemantle à KATU News sobre a morte do cão.

Ele disse que havia encontrado Cabella no Craigslist quando ela tinha apenas seis semanas de vida. Agora seu ex-cachorro está morto ele quer que o assassino enfrente a pena máxima.

Dillingham, no entanto, não recebeu acusações relacionadas com a crueldade contra os animais, apenas descuido e posse de um engenho explosivo.

Uma acusação de crueldade, de acordo com outro oficial, requer a prova de sofrimento do animal. A morte de Cabella, ele disse, “foi instantânea.”

O procurador do condado de Skamania, Adam Kick disse ao KPTV que as acusações de crueldade contra animais poderão ser adicionadas mais tarde “se a lei permitir”.

Dillingham está atualmente na prisão em troca de fiança de US$ 500 mil.

Com informações de Christian Post.

Deixe uma resposta