Papa ora com evangélicos da Assembleia de Deus durante visita a Manguinhos

26
Papa ora com evangélicos da Assembleia de Deus durante visita a Manguinhos
Papa ora com evangélicos da Assembleia de Deus durante visita a Manguinhos

Papa ora com evangélicos da Assembleia de Deus durante visita a Manguinhos

O papa Francisco parou em uma igreja evangélica da Assembleia de Deus e fez uma oração com o pastor e os membros

Em sua caminhada pela comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, na zona norte da capital fluminense, o papa Francisco parou em uma igreja evangélica da Assembleia de Deus e fez uma oração com o pastor e os cristãos protestantes, informou o padre Márcio Queiroz, que acompanhou o pontífice na visita à favela.

“Caminhando pela comunidade, chegamos até a igreja evangélica. Eu mostrei a ele que eles estavam no templo, e ele pediu para ir até lá para cumprimentá-los. O papa falou com o pastor e com as pessoas que estavam lá, e os convidou a rezarem um Pai Nosso”, disse.

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, também comentou a parada do pontífice na Assembleia de Deus. “O papa parou em frente à igreja e rezou com os fiéis da Assembleia de Deus que estavam na porta. Até eles pediram bênção. Foi um momento ecumênico, espontâneo e muito bonito”, ressaltou.

Os padres também deram mais detalhes da visita de Francisco à moradia de uma família da comunidade. Segundo Federico, a casa era muito pequena, de 5 por 4 metros e estava lotada, com mais de 20 pessoas da família.

“Estavam lá todas as gerações de uma família. Foi um momento de muita comoção. Uma das coisas mais bonitas foi que todas as crianças pequenas foram ao colo do papa e ele abençoou uma por uma. No fim, todos fizeram uma oração juntos. Foi um momento de muita espiritualidade”.

O padre Márcio explicou que a casa estava cheia porque a família da dona é da Paraíba, e todos tinham vindo ao Rio para a visita do papa. Segundo ele, havia uma criança de 15 dias de vida e uma idosa de 93 anos, e o pontífice perguntou o grau de parentesco de cada um. “Como tinha medo que alguém enfartasse, tive que ligar na noite anterior e avisar que aquela seria a casa escolhida. Quando contei, ouvi um silêncio e pensei que a dona da casa tinha desmaiado”, brincou o padre.

Outro detalhe da passagem do papa pela favela destacado pelos sacerdotes foi a parte em que o papa entrou em uma capela local. “Ele ficou muito comovido, e tinha lágrimas nos olhos”, disse o porta-voz do Vaticano.

O padre Queiroz informou que apresentou a mãe ao papa, e disse que ela rezava diariamente por todos os sacerdotes. Segundo ele, por causa disso, ela ganhou um terço de presente do pontífice. “Ele [o papa Francisco] estava saindo da capela e voltou para presenteá-la”, declarou.

Informações: DCI

26 COMENTÁRIOS

  1. cada vez mais admiro o papa francisco,o considero o pastor de todas as ovelhas,não existe rejeição ao papa francisco por nenhuma religião todos o aceitam com muita alegria e dizem este faz parte do evangelho de Jesus Cristo na humildade e grandeza no AMOR ao próximo.Parabéns pelo SÍNODO os resultados são totalmente positivos e aceitos por todos. Gorette Feitosa -Cidade do Crato.

  2. É triste ver como algumas pessoas são limitadas. Não conseguem sentir amor, caridade, fé, em um dos gestos mais lindos que o ser humano pode ter, o respeito pelo próximo. E pelo q se viu, nessa atitude, ocorreu respeito de ambas as parte. Seguir somente o que está escrito, sem levar em consideração o coração, isso sim é estar hipnotizado (com h).

  3. Acho que alguns de vcs estão interpletando mal qdo dizem que o Papa que ser o representante de Deus em momento algu foi falado isso e q vcs falam dos erros da Igreja Catolica pois a Igreja é formada por pecadores e erra ou a sua Igreja td mudo é santo? não idolatramos Santos veneramos ou seja respeitamos idolatria irmão e td aquilo que se coloca acima de Deus incluive bem materias Dinheiro prosperidade acima de td coisas que alguma denominações que se diz evangelicas pregam e adoram com respeito a muitos evagélicos verdadeiramente cristãos que não tomam o trono de Deus para fazer o Julgamento final e condenar o proximo vivam o Evangelho segundo Jesus Cristo e não segundo aos seus intereses

Deixe uma resposta