Justiça do RJ nega outro pedido de habeas corpus ao pastor Marcos Pereira

1
Justiça do RJ nega outro pedido de habeas corpus ao pastor Marcos Pereira
Justiça do RJ nega outro pedido de habeas corpus ao pastor Marcos Pereira

Justiça do RJ nega outro pedido de habeas corpus ao pastor Marcos Pereira

Nesta quarta-feira (3), o desembargador da 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, Gilmar Augusto Teixeira, negou um novo pedido de habeas corpus em favor do pastor Marcos Pereira da Silva, líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias. No processo, ele é acusado de atentado violento ao pudor por  ter abusado sexualmente e uma seguidora da igreja, em 2006.

O G1 entrou em contato com o advogado Marcelo Anderson Tavares Patricio, defensor do réu, mas ele não foi localizado para comentar a nova decisão.

Segundo o TJ, a defesa do religioso pretendia revogar o recebimento da denúncia ajuizada na 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, na Região Metropolitana, na qual Marcos é acusado de estuprar uma seguidora da igreja.

Na decisão, o desembargador assinala que “a nova ação é manifestamente improcedente”. E lembra que, em 5 de junho, a 8ª Câmara Criminal negou, por unanimidade, um habeas corpus idêntico.

Na tarde de segunda-feira (1º), foi feita a audiência de instrução e julgamento do pastor Marcos Pereira, que está preso desde maio. No dia 9 de maio, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) denunciou Marcos Pereira por dois estupros. Ele foi preso dois dias antes, suspeito de ter abusado sexualmente de seis fiéis. Ele está no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

Saiba mais:

Pastor Marcos Pereira foi preso acusado de estupro

Justiça nega liminares para soltar pastor Marcos Pereira, acusado de estuprar fiéis no Rio

Pastor Marcos Pereira comparece na primeira audiência

Mulher retira queixa contra o pastor Marcos Pereira em audiência

Vítima confirma acusações contra o pastor Marcos Pereira em audiência

Investigações
Marcos Pereira também é investigado por homicídio, associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Trinta pessoas prestaram depoimento contra o pastor. Segundo um ex-braço direito do religioso, certa vez, o pastor obrigou o amigo a guardar mochilas com aproximadamente R$ 400 mil em sua casa.

Segundo a polícia, o suspeito dizia às mulheres que elas estavam “possuídas” e que só iriam se livrar do “mal” caso tivessem relação sexual com um religioso. Entre as vítimas está uma jovem que disse ter sido estuprada dos 14 aos 22 anos.

As informações são do G1

1 COMENTÁRIO

  1. jose jr vc nao sabe com quem vc mexeu ,pois vc nao mexeu apenas com o pastor marcos pereira ,vc mexeu com servo de deus e mexer com servo de deus nao é boa coisa a se fazer ,mas o pastor esta orando e vc ira se converter n.deixo te um versiculo .horrenda coisa é cair nas maos do DEUS VIVO .PASTOR MARCOS CONFIE SOMENTE E CREIA DEUS É CONTIGO ,TU ES ESCOLHIDO DELE E ELE TE DARA VITORIA EM NOME DE JESUS. EU SEI AS TUAS OBRAS E EIS QUE DIANTE DE TI PUS UMA PORTA ABERTA E NINGUEM PODE FECHAR ,TENDO POUCA FORÇA GUARDAR TES A MINHA PALAVRAS E NAO NEGARTES O MEU NME APOCALIPSE 3 VERSO 8

Deixe uma resposta