Jovem de 20 anos é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília

0

 

Jovem de 20 anos é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília
Jovem de 20 anos é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília

Jovem de 20 anos é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília.

Uma jovem de  20 anos foi estuprada e estrangulada dentro da secretaria da Catedral Anglicana, na quadra 309/310, na Asa Sul, em Brasília, na tarde desta quarta-feira (3). Ela foi encontrada desmaiada. Socorrida, ela não corre risco de morte. A vítima trabalhava há poucos dias na igreja.

Testemunhas disseram ao G1 que a jovem foi  rendida quando retornava do almoço e levada pelo estuprador para a sala da secretaria. O criminoso foi descrito como um homem de 1,8 metro de altura, pele escura, forte, cabelo bem cortado e aparentando 50 anos. Ele também carregava uma bolsa a tiracolo de couro e outra de plástico azul.

Ainda segundo as testemunhas, o suspeito foi visto na igreja  na tarde desta terça pedindo dinheiro para viajar para a cidade de  Barreiras, na Bahia.

No prédio anexo, que fica ao lado da igreja,  funcionam uma clínica de estética e uma academia de ginástica. O médico Will Barros disse ter sido uma das primeiras pessoas a socorrer a jovem após o ataque. “Foi uma cena grotesca. Eu disse a ela para respirar fundo e para levantar o olhar e seguir com a vida dela. Ela ficou mais ou menos uns 15 minutos desmaiada. Eu acho que ele [o criminoso] só saiu de lá porque achou que tinha matado ela”, disse.

Câmeras de segurança da igreja flagraram toda a movimentação do suspeito nos dois dias. Equipes de policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) estiveram na igreja depois do ataque. Um agente informou que as diligências foram intensificadas na região e nas rodoviárias do Plano Piloto e Interestadual. Um suspeito chegou a ser preso, mas não foi reconhecido pela vítima.

Por volta das 17h, a jovem ainda estava sendo ouvida pela delegada da Deam. Segundo a polícia, após o depoimento ela seria encaminhada para exames de corpo de delito no Instituto de Criminalística. Até a publicação desta reportagem os representantes da catedral não haviam se pronunciado sobre o ocorrido.

Informações: G1

Deixe uma resposta