Projeto que garante tratamento aos homossexuais é impedido por Deputado

3
Projeto que garante tratamento aos homossexuais é impedido por Deputado.
Projeto que garante tratamento aos homossexuais é impedido por Deputado.

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara, mais uma vez, foi impedida de votar um projeto de decreto legislativo que tem como garantia o direito que homossexuais recebam tratamento psicológico, se desejarem. A proposta determina o fim da proibição do Conselho Federal de Psicologia a tratamentos da homossexualidade, pejorativamente apelidado de “cura gay”.

Somente no Brasil, esta resolução que cerceia os direitos dos homossexuais não existe em nenhum outro Conselho Federal de Psicologia do mundo. A sessão foi marcada por uma discussão entre o presidente da comissão, deputado Marco Feliciano (PSC-SP), e o deputado Simplício Araújo (PPS-MA), que se opõe ao projeto, mesmo sem ter manifestantes no plenário,

A primeira tentativa de votar, na última terça (4), terminou com o adiamento da matéria depois que Simplício Araújo pediu vista (mais tempo para analisar a proposta), alegando que não estava “seguro” para votar sobre o tema.

Projeto que garante tratamento aos homossexuais é impedido por Deputado.

Na tarde desta terça (11), Araújo tentou, novamente, adiar a apreciação do projeto. Ele apresentou um requerimento para retirar o projeto de pauta, mas o pedido foi negado pela maioria dos integrantes da comissão.

Para balburdiar a apreciação do projeto, o deputado decidiu utilizar recursos previstos no regimento interno da Casa, como o uso de discursos e a verificação de quórum, para atrapalhar a votação. Durante o esforço para impedir a análise da matéria, Araújo discutiu com Feliciano.

Depois da confusão, às 16:10h, Feliciano foi obrigado a encerrar a sessão devido ao início da ordem do dia da Câmara. As regras do parlamento determinam que as comissões devem suspender suas atividades no momento em que tem início uma votação no plenário principal.

3 COMENTÁRIOS

    • Se o progecto garante tratamento que mal tem?não seria uma preocupação individuos que nasceram homens e tornarem-se gueis? isso alegra as familias? que grande pecado…

Deixe uma resposta