O Deus que não precisa do nosso louvor e Adoração, mas permite por nos amar.

0

O Deus que não precisa do nosso louvor e Adoração, mas permite por nos amar.

O Deus que não precisa do nosso louvor e Adoração, mas permite por nos amar.
O Deus que não precisa do nosso louvor e Adoração, mas permite por nos amar.

Como cristão, temos que ter consciência disso, de que Deus não precisa da nossa adoração ou do nosso louvor e que em nada essa devoção mudará quem Ele é, mas como Senhor, Ele permite tal ato. Sabemos que o único que é digno de toda adoração é o nosso Salvador Jesus Cristo e se a nossa prestação de culto realmente é sincera, Ele escutará.

Mas seria muito ingênuo da nossa parte ao pensarmos que o Senhor precisa disso. Afinal Ele é o Criador, e em nada nossa adoração mudará seu poder. Mas se Deus é Deus e não precisa de nossa adoração, porque então o louvamos? A resposta é muito simples: Como criador do universo e Salvador, Ele não precisa que seres humanos o adorem, mesmo que sejam seus filhos. Ele é sublime e excelso e tudo o que fizermos não chegará nem perto de quem Ele é e em nada o deixará mais forte, mas por nos amar tanto, Ele permite, pois sabe que fará bem para nós mesmos.

Ele permite que o adoremos, pois sabe da nossa necessidade, pois só através dessa comunhão, podemos entender os propósitos e direções do Espírito Santo em nossas vidas. Ou seja, o Senhor nos ama tanto que quer gerar relacionamento com Ele através da nossa adoração. Isso me faz lembrar aquela música “How He Loves Us”, “Como Ele nos ama”, de John Mark Mcmillan que teve várias versões e traduções, incluindo a do Diante do Trono e tem sido um Hino nas igrejas Cristãs, justamente por nos lembrar do quanto Ele nos ama.

Louvamos ao Senhor, pois sem nossa fonte de água viva não teríamos vida, viveríamos um dia após o outro sem esperança, sem amor verdadeiro e sem salvação. É por esse amor que o adoramos, não porque Ele precise, mas porque nós precisamos Dele. Estar na presença do Pai é permitir que Ele fale conosco pessoalmente e nos abençoe.

O Senhor Deus é um Deus vivo e não um deus mitológico da Grécia antiga que precisa de louvores, Ele não é um homem que precisa de fãs e prestígio para alcançar sucesso. Deus, não é um ídolo, ou uma estátua pregada em uma cruz que precisa ser reverenciada, Ele é absoluto e supremo que permite o nosso louvor e adoração e instrui para que possamos permanecer Nele, para Ele permanecer em nós.

“Permaneça em vós o que ouviste desde o princípio. Se em vós permanecer desde o princípio ouvistes, também permanecerei vós no filho e no pai.”. (1 João 2:24).

Devemos reconhecer que Deus merece sempre o nosso melhor, mesmo que jamais possamos devolver ou oferecer algo que Ele realmente precise. O Senhor sempre nos dá o melhor, que é a sua salvação e graça, o mínimo que podemos fazer é também dar o nosso melhor, que é a nossa vida e a nossa prestação de culto. O que importa é a intenção de um coração adorador.

Sabemos que somente Deus é maior do que tudo e que somente Ele é digno de reverência, e mesmo que não precise, está disposto a receber a adoração e louvor de seus filhos amados. Então vamos adorá-lo de coração?

“Dar-te-ei graças, Senhor, Deus meu, de todo o coração, e glorificarei para sempre o teu nome.”. (Salmo 86:12).

 

Por: Bruna Weinrebe

Deixe uma resposta