Jovem morre esfaqueada em ponto de ônibus a caminho da igreja

0
Jovem morre esfaqueada em ponto de ônibus a caminho da igreja
Jovem morre esfaqueada em ponto de ônibus a caminho da igreja

Jovem morre esfaqueada em ponto de ônibus a caminho de igreja. A estudante Gabriela de Souza Teixeira, de 17 anos, foi morta em um ponto de ônibus na Avenida Interlagos, na Zona Sul da capital paulista, neste domingo (19), Tia mostra no celular a foto de jovem vítima de homicídio. Segundo a Polícia Miliar, o crime ocorreu por volta das 16h. Os passageiros que aguardavam o coletivo correram.

Segundo Nadir Ribeiro de Souza Silva, tia da garota, ela aguardava um ônibus para se encontrar com os primos e ir à igreja quando um homem a esfaqueou no pescoço.  A jovem tentou pedir socorro correndo até o estacionamento de um supermercado próximo, mas não resistiu. O homem já havia tentado ferir outra mulher no mesmo dia, de acordo com relatos que testemunhas deram à família da vítima.

O suspeito do crime fugiu e não havia sido localizado até as 10h desta segunda-feira (20). Um posto de gasolina próximo ao local pode ter registrado o crime – as imagens podem ajudar nas investigações.

Ainda de acordo com Nadir, não houve tentativa de roubo. “Ele não pediu nada, simplesmente esfaqueou”, disse, inconformada. Ela estava muito revoltada com a crescente violência na cidade.  “Se tivessem pego o vagabundo e linchado, vinha os Direitos Humanos e protegia ele”, disse Nadir enquanto aguardava a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML), nesta manhã.

Gabriela morava com os pais e dois irmãos mais novos, cursava o colegial com bolsa de estudo integral em uma escola particular e queria fazer faculdade. “Ela era pura, não tinha malícia. Ia para a escola, para a igreja. Nunca foi para a balada”, disse, sem conseguir conter o choro.

O caso foi registrado no 101º Distrito Policial, no bairro Jardim Embuias, e encaminhado ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Em 15 dias, esse foi o segundo assassinato no mesmo endereço. O carteiro Alan Nunes Leite Maia, de 28 anos, teve a moto roubada por criminosos e em seguida foi morto a tiros durante um assalto na noite de sábado (4). Segundo a Polícia Militar, ele não teria reagido ao roubo.

O corpo da adolescente será enterrado nesta tarde, no Cemitério Girassóis, em Parelheiros.

Informações G1

Deixe uma resposta