Ativista e historiador francês se suicida com um tiro na boca para protestar contra o casamento gay.

0

Ativista e historiador francês se suicida com um tiro na boca para protestar contra o casamento gay.

Ativista e historiador francês se suicida com um tiro na boca para protestar contra o casamento gay.
Ativista e historiador francês se suicida com um tiro na boca para protestar contra o casamento gay.

Dominique Venner, historiador francês e ativista de extrema direita, de 78 anos, cometeu suicido com um tiro na boca  em portesto contra o casamento gay. O ocorrido aconteceu na treça-feira (21) na catedral de Notre Dame, em Paris.

O Ativista era membro do movimento anti-gay, Movimento Nacionalista Europeu e escreveu um texto em seu blog dizendo que a lei que autoriza o casamento gay é “infame”.

As leis que aprovam o casamento homoafetivo e a adoção de crianças por casais homossexuais foram promulgadas pelo presidente francês François Hollande no último sábado (18). Um mês antes mais de 100 mil pessoas contrárias a união entre pessoas do mesmo sexo saíram nas ruas para protestar.

Agências de noticias internacionais coletaram informações com  a policia local que garantiram que Dominique Venner carregava uma carta quando cometeu suicídio. Porém, ao chegar na catedral ele não fez nenhuma declaração, apenas efetuou o disparo e se matou.

Fonte: Gospel Prime


 

Deixe uma resposta