Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.

Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.

Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.
Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.

O Senado Colombiano rejeitou nesta quarta-feira (24) o projeto de lei sobre o casamento gay. A proposta foi apresentada pelo congressista Armando Benedetti, e recebeu 51 votos contra e 17 a favor. O projeto enfrentou forte oposição da Igreja Católica e figuras fortes como o procurador-geral Alejandro Ordóñez, porém ainda está no primeiro dos quatro debates necessários para se tornar lei. O ocorrido foi bem diferente com releção a França e o Uruguai, que aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Os críticos ao projeto de lei falaram que o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria um duro golpe para a “santidade” do matrimônio, como disse senador Carlos Ramiro Chavarro, do Partido Conservador “O casamento como uma instituição, como um sacramento envolve a união do homem e da mulher, a fim de procriar”,  “Eu respeito a relação que os homossexuais possam ter e que é seu direito, mas (…) a maioria do país quer manter a unidade familiar da sociedade, que trata da instituição do casamento ou da união civil apenas entre pessoas do sexo oposto”.

Logo após a votação, enquanto os que foram contra ao projeto comemoravam o resultado, integrantes da comunidade gay mostraram sua reprovação na Plaza de Bolívar.

Como é impossível que antes de 20 de junho se aprove uma nova lei sobre o tema, a partir da data deverá ser aplicada a regra do Tribunal Constitucional: “Os casais do mesmo sexo podem ir perante um notário ou juiz para formalizar e solenizar uma relação contratual que lhes permitirá formar uma família”. (*Com informações o Globo).


 

 

COMPARTILHAR