Manifestantes protestam contra deputado federal Marco Feliciano

3
Manifestantes protestam contra deputado federal Marco Feliciano
Manifestantes protestam contra deputado federal Marco Feliciano

Manifestantes protestam contra deputado federal Marco Feliciano.Um grupo com cartazes e faixas participou de um ato na tarde deste sábado (9) em Fortaleza para protestar contra a eleição do deputado Partor Marco Feliciano (PSC-SP) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. O ato de repúdio à nomeação do deputado teve concentração, às 14 horas, no aterro da Praia de Iracema e seguiu até o Jardim Japonês, no Meireles.

Os participantes do protesto em Fortaleza também pediram a saída de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado.

Renan é investigado em inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo suposto uso de notas fiscais frias para justificar, em 2007, que tinha renda para pagar a pensão de uma filha.

Manifestantes caminharam em protesto na tarde deste sábado.

Manifestantes caminharam em protesto na tarde deste sábado.De acordo com um dos organizadores do evento, Michell Barros, cerca de 400 pessoas estiveram presentes no protesto. O estudante de teatro criou o evento nas redes sociais. “Eu vi o exemplo do pessoal de São Paulo e resolvi criar a página e convidar a pessoas em Fortaleza”. Na página do ato, 2.865 pessoas haviam confirmado presença.

Em todo Brasil, milhares de pessoas saíram às ruas na tarde deste sábado (9) em várias cidades. Em São Paulo, a concentração foi entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação, na região central de São Paulo. Já em Vitória, no Espírito Santo, mais de 200 pessoas se reuniram na Praça do Papa para protestar contra a nomeação do novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Eleição criticada

Pastor Marcos Feliciano é eleito presidente da Comissão de Direitos HumanosA escolha de Feliciano para presidir a comissão gerou protestos de entidades de direitos humanos e de parlamentares.

O deputado é alvo de dois processos no Supremo Tribunal Federal: um inqúerito que o acusa de homofobia e uma ação penal na qual é denunciado por estelionato. A defesa do parlamentar nega as duas acusações.

Pastor da igreja Assembleia de Deus, Feliciano causou polêmica em 2011 por causa de mensagens publicadas no Twitter. “Sobre o continente africano repousa a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, Aids, fome… Etc.”, escreveu na época. Ele também publicou que “a podridão dos sentimentos dos homoafetivos leva ao ódio, ao crime e à rejeição.”(Informações G1)

3 COMENTÁRIOS

  1. Porque nesta vida tudo o que é proibido é desejo de fazer as oculta mas todo que é liberado jamais alguém que praticar,porque não vai dar prazer,isto é óbvio.Então por isto eu afirmo mais uma vez que o Ex presidente FHC está corretamente certíssimo.

Deixe uma resposta