Irã: cristãos na prisão necessitam de tratamento médico

0

Irã: cristãos na prisão necessitam de tratamento médico.

Irã: cristãos na prisão necessitam de tratamento médico
Irã: cristãos na prisão necessitam de tratamento médico

Cristãos iranianos pedem oração por dois irmãos na fé que estão presos, com a saúde debilitada e precisam de tratamento médico

No início do mês, a Portas Abertas publicou a carta que o pastor Saeed Abedini escreveu para a sua esposa da prisão (leia em Detido no Irã, Saeed Abedini escreve carta da prisão). O cristão norte-americano, de origem muçulmana, permanece detido em Teerã após sua condenação por atividades de evangelização no país, consideradas contrárias ao governo. Ele foi condenado a oito anos de prisão e está com a saúde bastante debilitada. Na segunda-feira, 18 de março, autoridades concordaram que ele poderia ser tratado em uma clínica particular; no entanto, ele ainda não foi transferido.

Saeed estava no Irã para visitar seus pais. Em 2009, ele havia sido ameaçado por ministrar estudos bíblicos na casa de cristãos, e por isso focou suas visitas subsequentes ao Irã, em atividades humanitárias. Detido desde 26 de setembro, Saeed Abedini possui cidadania iraniano-americana; sua esposa e filhos o aguardam nos EUA.

Além de Saeed, existem preocupações crescentes sobre a saúde do pastor Behnam, preso em Karaj desde maio de 2011. As autoridades da prisão se recusaram a deixá-lo receber tratamento médico adequado. Ele sofre de problemas intestinais e uma hérnia de disco.

Os cristãos que apoiam esses irmãos e suas famílias agradecem pelas intercessões e pedem por mais oração:

  • Ore para que Saeed e Behnam recebam seus tratamentos médicos em breve e saibam que Jesus está presente em suas vidas a cada dia. Peça para que eles experimentem o Seu toque de cura.
  • Interceda pela esposa de Saeed, Naghmeh, e seus dois filhos; além da esposa de Behnam, Christine, e seus dois filhos. Suas famílias precisam provar a paz que só Jesus pode dar.
  • Peça a Deus para que os pastores sejam libertados da prisão, assim como muitos outros que, atualmente, estão detidos no Irã, unicamente por causa de sua fé cristã.
Acesse o site do Portas Abertas e faça algo: Portas Abertas Brasil
Fonte: Portas Abertas Internacional
Tradução: Ana Luíza Vastag

Deixe uma resposta