28 é o número de mortos em Petrópolis, Região Serrana do RJ por conta da chuva.

0

28 é o número de mortos em Petrópolis, Região Serrana do RJ por conta da chuva.

28 é o número de mortos em Petrópolis, Região Serrana do RJ por conta da chuva.
28 é o número de mortos em Petrópolis, Região Serrana do RJ por conta da chuva.

Até agora 28 pessoas morreram devido a chuva em Petrópolis, Região Serrana do Rio e os Soldados do Exército começam a ajudar os bombeiros nas buscas.

Uma Mulher de 31 anos que estava na UTI morreu na manhã desta quarta-feira (20). Drucilaine Alves Luminato era mãe de João Vitor, de 2 anos, e Rodrigo, de 4 anos,  que morreram soterrados no desabamento que derrubou a casa da família no bairro Alto Independência.  Os corpos das crianças foram encontrados na manhã de terça-feira (19). O pai das crianças continua internado no Hospital Santa Teresa.

A Defesa Civil informou que mais de 1.400 pessoas estão desabrigadas. A prefeitura de Petrópolis contratou mais 100 pessoas para ajudar no trabalho de limpeza e recuperação da cidade.

Equipes do Corpo de Bombeiros  recomeçaram, por volta das 7h da manhã desta quarta-feira, as buscas por desaparecidos. A ação está concentrada na Vila São José, na Rua Espírito Santo, no bairro Quitandinha, onde pelo menos quatro pessoas ainda estão desaparecidas.

A procura por vítimas da tempestade acontece desde a madrugada de domingo (17), e, até o momento, 27 mortes foram confirmadas. Soldados do 32º Batalhão de Infantaria Motorizada começaram a ajudar os bombeiros nas buscas. Cães farejadores também foram utilizados, mas já foram deslocados para outras áreas da cidade.

Na noite de terça-feira (19), o Sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) retirou Petrópolis do estado de atenção, mas manteve o estado de vigilância.

Ao todo, 27 abrigos recebem pessoas que tiveram que deixar suas casas. Os locais precisam, de acordo com a administração municipal, de material de limpeza e higiene, como sabonete, papel higiênico, desinfetante, sabão em pó, além de colchonetes. O local para a entrega de doações é na rua Doutor Sá Earp, no Centro da cidade.

Fonte: G1.globo.com


 

 

Deixe uma resposta