Pastores ou “estelionatários”

3
Pastores ou estelionatários
Pastores ou estelionatários

Pastores ou estelionatários?. A bíblia sempre nos advertiu que haveria lobos em pele de cordeiro, ou melhor, na pele de pastores.

 (II Corintios 11:13)Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.

 Tais pastores se dizem representantes de Deus, porém de fato são estelionatários da fé, e estão interessados apenas em ganhar dinheiro com a fé dos cristãos.

Mais se a bíblia adverte, e se estes tais pastores estão por ai, então como saber quais são de fato homens de Deus preocupados com a fé e a salvação e os que estão enganando o povo de Deus para roubar e enganar?

Como podemos separar os bons dos maus? Quando o lobo está na pele de Pastor?

A resposta é “sabendo o que eles fazem para enganar as pessoas”.

Então separei para vocês algumas formas utilizadas por estes lobos para arrancar dinheiro das pessoas, sendo assim, você leitor será capaz de identificar alguns destes bandidos quando os vir em ação.

(Mateus 10:16) –  Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.

Então vamos lá.

 Ganhando dinheiro com a espiritualidade.

Esse foi o primeiro modelo usado, ela consiste em revelações e toda forma de manifestação espiritual.

Você participa de uma encenação, aonde pessoas supostamente endemoniadas são levadas ao altar, e um pastor charlatão retira os demônios ou faz grandes revelação. Não preciso dizer que antes ele faz toda uma encenação dizendo como as pessoas estão sofrendo e que agora elas serão definitivamente curadas e aliviadas do peso espiritual que estão carregando há anos. Depois de ter feito “a obra” O Pastor charlatão diz precisar de dinheiro para continuar a libertar os cativos. Passa-se a sacolinha.

Uma característica peculiar desse tipo de evangelismo é o fato desse ministério ser em sua maioria itinerante, do tipo, faz o show e vai-se em busca de um novo público, como acontece num circo.

Nota:

(II Corintios 11:14) –  E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.

Deus está conosco, e para aqueles que vivem o evangelho, não somente estão protegidos das investidas de satanás, como também são responsáveis por mandar que sai dos fracos na fé.

Fazendo das bênção um grande negócio.

Essa sempre este e sempre estará na moda, a ideia parte do seguinte, todo mundo sonha com ganhar dinheiro de forma rápida e fácil, então se cria nas igrejas a ideia do João e o pé de feijão. Você troca sua vaquinha

por um punhado de feijão, você planta os feijões e sonha com um pé tão grande que tocará as nuvem e você colherá muitas riquezas. Infelizmente ao contrário da historinha infantil, o pastor charlatão fica com sua vaquinha e você fica com os feijões, e toda vez que você questiona o porquê dos feijões não estarem crescendo eles responde “está faltando fé” “Creia e ele irá crescer” sendo culpa sua o não crescimento dos feijões, o pastor charlatão sai ileso e ainda te exige mais e mais vaquinhas.

Saindo da historinha e falando mais abertamente. O clientelismo de bênção consiste em dizer que Deus é bom e poderoso, então se você “plantar você colherá muitas bênçãos”, você pode escolher, uma casa, carro, dinheiro, emprego, etc… O Baú dos milagres tem tudo que você desejar, mais não deixe de investir “entregar seu dinheiro ao pastor charlatão”. O feijão da estória pode ser. Um óleo abençoado, um martelinho da vitória, uma água curadora, e por ai vai. A teologia da prosperidade hoje é defendida abertamente, pois se alguém questiona este toma lá da cá. É hostilizado dentro da igreja como um incrédulo.

Nota:

Deus nunca exigiu nada para abençoar alguém, então porque existe pessoas que acreditam que precisam dar algo a Deus para ter as bênção? Se você quer dá algo a Deus, eu te digo dê o seu coração é simples assim.

Ganhando dinheiro com a enfermidade alheia.

Quem não tem uma enfermidade? Quem não tem já teve ou terá. Por isso sempre haverá pessoas desesperadas por uma cura, então o golpe consiste em criar a fama do pastor charlatão como um grande curandeiro. E ele pode curar tudo, de gripe a Aids, não há nada que esse homem não possa fazer, ele cura porque Deus transmitiu a ele poderes especiais, e ele ora e a pessoa melhora. No final como sempre acontece eles reverte tudo isso em “tenha fé e invista nesta obra, quem não tem fé em dar dinheiro, então não tem fé suficiente para receber a cura”, você se sente constrangido a ofertar, pois como você pode querer algo do pastor curandeiro sendo que você não dá o seu dinheiro como demonstração de que você crer no seu poder. E está ali pronto para receber o milagre porque você é merecedor. “você deu seu dinheiro então você merece receber o milagre”, você é levado a acreditar nisso.

Nota:

Homem nenhum tem poder de cura, o espírito santo proveniente da parte de Deus é quem opera maravilhas e milagre, então creia, e Deus irá operar o milagre em sua vida pois o espírito santo está em você.

(I Corintios 6:19) –  Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

Clientelismo da campanha.

Todos merecem as bênçãos e não existe nada mais eficiente do que uma oração brava. Então vamos orar nas campanhas, e existe campanha para tudo da casa nova até o emprego desejado, a variação neste caso é que as campanhas do Pastor charlatão vêm seguidas de doações ao ministério, para ganhar a casa da campanha, você investe um mês de aluguel, para conseguir um emprego, você doa o salário que você está querendo receber, e assim por diante.

Nota:

Orar é conversar com Deus, e Jesus nos ensinou como fazer isso.

(Mateus 6:6) – Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

Fazer campanha de oração não é errado, atrelar a campanha a pedidos financeiros para a igreja é errado. Sua bênção não deve estar condicionada a nada.

A síndrome do homem santo.

Nestas igrejas a ideia é a seguinte, o pastor é uma espécie de guru espiritual, então ele vai aos céus quando quer, fala com Deus como quem fala com uma pessoa comum, é capaz de grandes proezas, sempre existe uma boataria da sua nova revelação ou de seu novo milagre, assim quem está na igreja participa do grupo de vencedores. Você que está fora, você é um coitado não atingiu a plenitude da revelação, ou seja, não tem os milagres que lá existem, não vê o que só eles podem ver, não serão sequer salvos. Vocês são uns coitados incrédulos que queimaram no fogo do inferno.

Nota:

(Lucas 22:26) –  Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve.

Somos todos igualmente filhos de Deus e ninguém receberá em vida o galardão por suas obras a Deus. No mais que o maior seja o menor, então não poderia alguém ser poderoso no Senhor e querer receber fama por fazer a obra de Deus.

Aficionados pelo apocalipse.

O golpe é o seguinte: Pastores charlatões criam igrejas focadas no terror espiritual, Jesus está voltando amanhã ou no mais tardar semana que vem, a irmãzinha teve uma revelação que o diabo estava na rua quem não está na igreja está condenado, tem gente que “nesta igreja” sabe até a cor da bota do capeta. Neste clima do terror, varias pessoas vão se apegando a igreja, e elas dão o seu tudo, pois elas são levadas a crer que vivem em uma comunidade de salvos, então o dinheiro não tem importância alguma, melhor é deixar que o Pastor charlatão administre os bênção que deveriam ser coletivos. Essa é a variação mais radical de evangelismo, de vez enquanto vemos noticia de pessoas trancadas em algum lugar em estado de transe, ou suicídio coletivo, etc…

 

Nota: 

(João 8:36) –  Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Jesus nos chamou a liberdade, sua proteção paira sobre os que nele creem, então não há o que temer, ele é teu pai amoroso, e não seu acusador, quem acusa é o diabo. Jesus já dizia:

(João 10:10) –  O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

 O Bom Pastor

Espero ter ajudado no crescimento espiritual de todos que Deus te abençoe e te livre de toda Corja de lobos. Veja este vídeo da década de 70. Não é de hoje que tem lobos se passando por Pastor.

Observações finais

O evangelismo no Brasil tem crescido muito, e com o aumento de fiéis, cresce o número de Pastores Charlatões. Jesus realizou inúmeros milagres e maravilhas, mais isso foi a forma que ele encontrou para atrair a atenção das pessoas e anunciar o que realmente é importante. “Anunciar o reino de Deus e a salvação para quem desejar”.

Esqueça as bênçãos, concentre-se no dono delas que é Jesus e esse versículo bíblico se cumprirá em sua vida.

(Lucas 12:31) –  Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Em Cristo.

Pastor Júlio Fonseca.

IDAIgreja de Deus em Anhanguera/Go.

3 COMENTÁRIOS

  1. Tenho certeza de que pastores que estelionatarios são uma minoria.

    A Bíblia é clara, pastores trabalham principalmente pela fé e não pelo dinheiro. Jesus não pedia dinheiro e vivia na simplicidade. O dinheiro é necessário para a manutenção dos templos. O Cristão em geral sabe viver com humildade.

    1 Pedro – Capítulo 5:1,2 Não façam o seu trabalho para ganhar dinheiro, mas com o verdadeiro desejo de servir.

    Hebreus – Capítulo 13:5
    5 Não se deixem dominar pelo amor ao dinheiro e fiquem satisfeitos com o que vocês têm, pois Deus disse: “Eu nunca os deixarei e jamais os abandonarei.”

    1 Timóteo – Capítulo 6:10
    10 Pois o amor ao dinheiro é uma fonte de todos os tipos de males. E algumas pessoas, por quererem tanto ter dinheiro, se desviaram da fé e encheram a sua vida de sofrimentos.

    1 Timóteo – Capítulo 3
    Não deve amar o dinheiro.

  2. Infelizmente nos deparamos com estes tipos de líderes que mancham a Palavra de Deus. O fato que contribui para isto é de que muitas pessoas só estão interessadas naquilo que Deus pode fazer por elas, ou dar para elas. Estas pessoas não querem saber de amar a Deus e obedecer à Sua Palavra. Só querem as bênçãos.

    Negar a si mesmos, amar o próximo, afastar-se do pecado são coisas que muitas pessoas não querem deixar. Só existem os charlatões, os estelionatários, os “171” enquanto houverem pessoas com sede de ilusão.

    Creio até que Deus cega o entendimento de alguns “fiéis” e os fazem entregar até o que não têm como é o caso de pessoas que dão seus carros e casas(“de Deus não se zomba).

    Jesus disse: “Errais por não conheceres as escrituras que de mim testificam”. Também falou: “meu povo perece por falta de conhecimento”.

    Paz do Senhor para todos.

    • Tenho que concordar, hoje em dia as pessoas estão +preocupadas em ter do que ser, querem carros casas, dinheiro, não que isso seja pecado + não é tudo e quando não conseguem, saem da igreja e ficam magoadas com Deus. È
      triste.

Deixe uma resposta