Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz

3
Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz
Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz

Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz. Após ser criada uma petição pública com a intenção de cassar o registro de psicólogo e pastor Silas Malafaia, segundo divulgado pelo site The Christian Post. Um imão em Cristo, Ricardo Rocha, da Igreja Nova Jerusalém, do Rio Grande do Sul, criou (também no Avaaz) uma petição pela não cassação do registro de psicólogo do pastor no dia 9 de fevereiro.

Nesta segunda-feira (18), o pastor foi pego de surpresa, ao descobrir que a petição em seu favor foi removida do site da AVAAZ, permanecendo em destaque a petição que pede sua cassação no Conselho Federal de Psicologia ganhando ainda mais destaque.

Indignado com uma possível parcialidade, o pastor postou dados sobre sua petição em seu portal, o Verdade Gospel, revelando que sua petição ultrapassou a petição daqueles que queriam caçar o seu registro, afirmando que no domingo, dia 17 (Mais de 65.000 a meu favor e 55.000 contra). Nesta segunda-feira, dia 18, e que inexplicavelmente, a petição em favor fora retirada do site Avaaz.

Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz
Pastor Silas Malafaia tem petição em seu favor retirada do Avaaz

Em busca de maiores explicações, o pastor deve ter entrado em contato com o Sr Ricardo Rocha, que prontamente, o notificou com um e-mail do site Avazz esclarecendo o motivo da retirada da petição, em certo trecho do e-mail, o site diz”Infelizmente, a maioria dos membros da Avaaz não apoiaram sua petição e, seguindo nossos Termos de Serviço, tivemos que removê-la de nosso site. Nós sentimos muito por isso e esperamos que isso não impeça sua participação ou criação de outras campanhas.”

Confira na íntegra o e-mail e tire suas próprias conclusões:

Olá RICARDO 

Obrigado por criar uma petição no site da Petições da Comunidade da Avaaz. Como está dito nos nossos Termos de Uso, nós somos uma comunidade não lucrativa baseada em valores e 100% financiada por pequenas doações de nossos membros. Como resultado, nós somos requeridos por lei e pela nossa comunidade a apenas promover campanhas que visam a nossa missão. Para ter a certeza de que estamos fazendo isso, nós enviamos petições para nossa comunidade todos os dias para pesquisar e checar se elas são apoiadas pela comunidade ou não.

Infelizmente, a maioria dos membros da Avaaz não apoiaram sua petição e, seguindo nossos Termos de Serviço, tivemos que removê-la de nosso site. Nós sentimos muito por isso e esperamos que isso não impeça sua participação ou criação de outras campanhas.

O texto da sua petição está abaixo desta mensagem. Você pode considerar recomeçá-lo num site comercial que não possui restrições legais sobre qual tipo de campanha eles podem promover como Care2.com, petitionsonline.com ou change.org.

Nossas sinceras desculpas,

A equipe da Avaaz

Segundo o pastor, existe perguntas que não se calam e que demonstram a parcialidade do Avaaz pela causa gay, e disse que irá tomar providências por se sentir injustiçado, confira os pontos que o pasto Silas expõe:

1) Por que só depois de 10 dias, quando o número a meu favor ultrapassou aqueles que são contra mim, é que eles resolveram retirar a petição a meu favor do ar?

2) No e-mail acima eles dizem que promovem campanhas que visam a missão deles. Aqui está a missão do Avaaz: é a comunidade de campanhas que leva a voz da sociedade civil para a política global. 65 mil pessoas que são contra a postura do movimento gay não são as vozes da sociedade? Quer dizer, então, que 55 mil que defendem a causa gay, estes sim, representam a sociedade?

3) É para o povo evangélico ver o nível de guerra que estamos travando. Em favor da causa gay pode fazer abaixo-assinado, contra não pode. E o que é mais grave: a campanha visa me denegrir quando eu não tenho nem o direito de fazer uma campanha para me defender.

Assim como aconteceu na tendenciosa matéria da revista americana Forbes, em que colocou o pastor Silas Malafaia como o terceiro pastor mais rico do Brasil, que foi o pivô para todo esse episódio, causando uma polêmica que abriu espaço para o pastor ser entrevistado pela jornalista e apresentadora do SBT Marília Gabriela, que devido a grande repercussão, gerou mais polêmicas, com um biólogo, que resolveu a desafiar o pastor, sobre assuntos ligados a homossexualidade, o mesmo foi rebatido pelo Pasto Silas.

Voltando ao Avaaz, Silas Malafaias diz que vai entrar com medidas judiciais cabíveis, em seu site o pastor Silas faz dois pedidos:

1º) Peço a você para assinar esta petição que nós mesmos estamos fazendo a fim de enviarmos a presidente do Conselho Regional de Psicologia. >>> CLIQUE AQUI! <<<

2º) Enviem e-mails com mensagens de repúdio ao site Avaaz por esta safadeza inescrupulosa.Clique Aqui.

Diante de tudo é perceptível que realmente o pastor Silas esta sendo alvo de perseguição, intolerância de seus opositores, como se não bastasse, conforme divulgamos aqui ontem, evangélicos também criaram uma petição contra o pastor, confira no link a seguir:Evangélicos lançam petição online contra Pastor Silas Malafaia.

Bem, a pergunta é de que lado os evangélicos deveriam ficar?

A matéria em questão é segundo informações do site do próprio pastor, Verdade Gospel.

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta