Cristãos imigrantes nos EUA são decapitados em Nova Jersey

0
Cristãos imigrantes nos EUA são decapitados em Nova Jersey
Cristãos imigrantes nos EUA são decapitados em Nova Jersey

Cristãos imigrantes nos EUA são decapitados em Nova Jersey. Um homem foi preso acusado de atirar e matar dois coptas, segundo noticiado pelo The Crhistian Post, nesta Quinta, 21, (egípcios cujos ancestrais abraçaram o cristianismo no século I) antes de cortar suas cabeças e mãos e enterrar os corpos numa casa abandonada, em Nova Jersey. Yusuf Ibrahim, de 28 anos,(Foto) é o principal suspeito.

“Foram terríveis assassinatos em que o suspeito atirou nas vítimas à queima-roupa”, disse, em um comunicado, o procurador Chiesa. “Nós alegamos que o réu foi frio e calculista na maneira como ele conduziu os assassinatos e a tentativa de impedir a identificação das vítimas cortando suas cabeças e mãos antes de enterrar os corpos. A Polícia do Estado de em Nova Jersey conduziu uma investigação minuciosa, o que nos permitirá fazer justiça às vítimas”, completou o procurador.

A polícia afirma que Ibrahim iniciou uma briga com as vítimas Hanny Tawadros, de 25 anos, e Amgad Konds, de 27, enquanto estavam no carro de um deles. Os homens, todos imigrantes egípcios estavam em Jersey City. Após os assassinatos, Ibrahim dirigiu de Jersey City para Filadélfia e tentou queimar o veículo, uma Mercedez-Benz branca. De volta a Jersey City, policiais conseguiram rastrear e prender o suspeito.

Os corpos foram encontrados no quintal de uma casa abandonada em Buena Vista Township, a duas horas de Jersey City. A polícia encontrou os corpos enterrados no quintal atrás da casa e as cabeças e mãos numa localidade próxima.

Tawadros e Konds não têm parentes nos Estados Unidos. Estavam no país a trabalho para poder ajudar suas famílias no Egito. Eles dividiam um apartamento e frequentavam a Igreja Copta Ortodoxa de São Jorge e Shenouda. “Foi uma loucura o que aconteceu com esses dois. Será que eles merecem? Não. Era esperado Nunca. E é muito triste”, disse um membro da igreja local à rede de televisão WABC-TV.

A rede de TV WABC-TV questionou a alguns membros da Igreja à qual Tawadros e Konds pertenciam se a religião pode ter desempenhado um papel em suas mortes. O fato de as vítimas terem sido decapitadas também levantaram tais questões, já que decapitações são comuns em algumas seitas do Islã e em países com leis inspiradas no Alcorão. Uma ex-colega de quarto de Ibrahim afirmou aos policiais que ele era muçulmano, mas que não praticava a religião.

“Foi uma loucura o que aconteceu com esses dois. Será que eles merecem? Não. Era esperado Nunca?. E é muito triste”, disse um membro da igreja local à WABC-TV.

O sargento da polícia de Nova Jersey Adam Grossman informou ao The Christian Post que não pode afirmar que a religião tenha sido a motivação do crime, já que as investigações ainda estão em curso e a real motivação ainda não foi definida.

O pastor da Igreja Copta Ortodoxa de São Jorge e Shenouda Dadiv Bebawy disse ao The Christian Post que ele não conhecia as vítimas intimamente, mas que os homens eram pessoas notadas sempre que iam às missas. A igreja conduziu o funeral e cuidou de todos os trâmites legais para que os caixões fossem enviados ao Egito.

O suspeito foi processado pelos crimes de homicídio e profanação de cadáveres e sua fiança está avaliada em 3,3 milhões de dólares. Ele está preso na cadeia de Hudson County, também em Nova Jersey.

Deixe uma resposta